Palmas registra 730 casos de dengue nos seis primeiros meses de 2021


No mesmo período do ano passado foram 337 confirmações da doença. Limpeza de quintais pode evitar criadouros do Aedes aegypti
Raíza Milhomem/Prefeitura de Palmas
Palmas registrou, nos primeiros seis meses deste ano, 730 casos de dengue. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), houve aumento de 116% se comparado ao número de confirmações do mesmo período de 2020. Até o fim de junho do ano passado, 337 moradores ficaram doentes após picadas do Aedes aegypti.
Conforme os dados do boletim epidemiológico, a capital teve 1.774 casos notificados no primeiro semestre deste ano, contra 1.321 no mesmo período do ano passado.
Após o início da pandemia, os números da doença diminuíram. Em 2019, em um único mês, Palmas registrou mais de 1,3 mil casos de dengue. Prefeitura acredita que a redução possa estar relacionada com a permanência de moradores em casa e maior dedicação aos cuidados com os quintais. Veja abaixo como evitar criadouros do mosquito
A Prefeitura afirma que a Unidade de Vigilância e Controle das Zoonoses (UVCZ) trabalhada continuamente para combater a proliferação do mosquito transmissor da doença. “Os agentes têm realizado vistorias nos estabelecimentos comerciais, domiciliares para detecção, remoção e eliminação de criadouros, além das visitas aos imóveis de imobiliárias, e a ainda a realização do ingresso forçado em imóveis fechados ou abandonados de acordo com os protocolos sanitários exigidos durante o período da pandemia da Covid-19”, informou a Semus.
Para fortalecer o cuidado com os pacientes suspeitos de dengue e evitar quadros graves da doença e óbitos, médicos que atuam nas Unidades de Saúde da Família (USF) de Palmas participaram recentemente de uma capacitação sobre o manejo clínico de pessoas com a doença ou suspeita.
A bióloga Amanda Alexandrino, analista em saúde da UVCZ afirma que a população é a principal aliada na luta contra o mosquito. “Basta apenas separar alguns minutos por semana para fazer a vistoria nos quintais e checar a existência de focos do mosquito. A limpeza rotineira é simples e rompe com o seu ciclo de vida”, explicou.
Dicas de prevenção
Limpar o quintal e descartar corretamente o que não é utilizado
Lavar os pratinhos de plantas, reservatórios de água dos animais domésticos
Lavar o reservatório de água atrás da geladeira
Retirar água dos pratos de plantas
Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo
Tampar tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que sirva para reservar água;
Manter os quintais limpos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, sacolas plásticas, copos, pneus e outros
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.