Polícia Federal faz operação para apurar desvio de vacinas contra Covid-19 em Gurupi


Investigação começou depois de uma denúncia feita pela própria Secretaria de Saúde da cidade. Cerca de 100 doses podem ter sido desviadas; Ação foi chamada de Efeito Adverso. Profissional da saúde durante aplicação de dose em Gurupi
Lino Vargas/Prefeitura de Gurupi
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira (29) uma operação para apurar suspeitas de desvio de vacinas contra a Covid-19. Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão nos municípios de Gurupi e Porangatu (GO). A ação foi chamada de Efeito Adverso.
A polícia informou que a investigação busca apurar uma notícia crime encaminhada pela própria Secretaria de Saúde de Gurupi mencionando a suspeita do desvio de doses de vacinas. A PF não informou quem são os alvos, mas disse que cerca de 100 vacinas podem ter sido desviadas.
Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal em Gurupi, no sul do estado. São 13 policiais federais participando da operação. Caso as suspeitas sejam confirmadas os envolvidos poderão responder pelos crimes de furto, peculato e receptação.
O que diz o município
A Secretaria de Saúde de Gurupi informou que ocorreu “um episódio” em abril deste ano que levantou suspeita do desvio de vacinas. A Semus disse que imediatamente solicitou a abertura de sindicância interna para a apurar os fatos e comunicou a ocorrência à Polícia Federal.
“A Prefeitura de Gurupi e a SEMUS reforçam que seguem à disposição das autoridades para colaborar com o trabalho de apuração dos fatos”, diz a nota. O município não deu detalhes de como o desvio teria ocorrido ou quem estaria envolvido.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.