Quem é o novo secretário-geral da CBF

Em nota telegráfica e sem tecer loas ao secretário demitido ou explicar o motivo de sua saída, a CBF anunciou há pouco o nome de Eduardo Zebini para ocupar o posto número dois na administração da entidade.

Zebini, que estava desde abril de 2020 na diretoria de Mídia da confederação, passa ao cargo de secretário-seral, em substituição ao bolsonarista Walter Feldman, que não resistiu ao afastamento de Rogério Caboclo da presidência da CBF.

Zebini é experiente em negociações de direitos de transmissão de jogos e chega à cadeira em momento de transformação desse mercado, que há algum tempo foi dominado pela Globo.

Em 2007, quando era executivo da Record, ele conseguiu desbancar a concorrente e fechar a exclusividade da transmissão da Olimpíada de Londres de 2012 para a emissora do bispo Edir Macedo.

Em 2011, ele foi chamado para comandar a implantação dos canais Fox Sports no Brasil, onde conseguiu fechar os direitos de transmissão da Copa Libertadores e de onde saiu no ano passado para assumir o posto de diretor de Mídia da CBF, cargo que ele irá acumular temporariamente com a secretaria-geral.

Leia esta e muitas outras notícias na Coluna de Esportes da Revista Veja
Autor: lucas

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.