Sem iluminação pública, moradores do setor Irmã Dulce vivem com medo


Bairro existe há cerca de 20 anos, mas ainda não é regularizado. População tem o mínimo de infraestrutura no local. Moradores cobram lâmpadas nos postes no setor Irmã Dulce
A falta de iluminação é um problema que tem tirado o sono dos moradores do setor Irmã Dulce, na região sul da capital. O bairro existe há mais de 20 anos, mas os moradores não possuem títulos dos imóveis. Sem a regularização fundiária eles vivem com o mínimo de infraestrutura.
O setor tem postes e alguns até possuem luminárias, mas a maioria das ruas está no escuro. O pedreiro Belchior Alencar vive com medo. “O vizinho ali foi assaltado um dia desse. Tomaram o celular dele. Fazer o que? Ele entregou para não morrer”, disse.
A situação afeta quase 50 famílias que moram na área. A reivindicação da iluminação pública foi feita para a Prefeitura de Palmas, mas até agora nada foi feito. O servidor público Godofredo Antônio fez até um abaixo-assinado e encaminhou ofícios para a Secretaria Municipal de Infraestrutura.
“Eu encaminhei já está fazendo quase um ano e a resposta que a gente tem quando liga é que está em licitação para comprar o material”, disse.
A comunidade pede também que sejam instaladas lixeiras em uma parte do setor. “A gente precisa de dois contêineres para colocar lixo. Foi solicitado na mesma data e fica o mesmo impasse, dizendo que está em licitação para comprar o material e nunca comprou”, disse o morador.
Moradores pedem iluminação pública em setor de Palmas
Reprodução/TV Anhanguera
O que diz a prefeitura
A Prefeitura de Palmas afirmou que o processo de regularização fundiária é burocrático e no caso do Irmã Dulce se faz necessário firmar a negociação pendente do Termo de Cooperação com Estado e particulares.
Apesar disso, afirmou que a Secretaria Municipal de Regularização Fundiária (SMAF) se adiantou nas etapas do processo de regularização e fez o cadastro socioeconômico e selagem dos imóveis do setor Irmã Dulce 1ª Etapa. Também disse que já possui o pré-projeto urbanístico pendente de aprovação e de registro no Cartório de Registro de Imóveis.
Em relação à iluminação pública, o município informou que os trechos que já possuem redes de guias rebaixadas (solicitadas pelos próprios proprietários de terrenos regulares) contam com iluminação pública e passam por manutenção constante. Os demais trechos que ainda não possuem as redes, só poderão ser solicitados pelo município após a finalização do processo de regularização.
“No que se refere aos locais de resíduos domésticos, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp) informa que a coleta de lixo no setor Irmã Dulce acontece de forma mista, ou seja, pelos contêineres distribuídos em pontos estratégicos do setor e ainda de porta em porta. Destaca-se que cada morador é responsável pela aquisição e instalação da lixeira para coleta de lixo”, diz a nota.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.