Com ambulância quebrada, atendimento dos bombeiros é prejudicado em Porto Nacional


Unidade de resgate está sem funcionar há cerca de 30 dias, quando apresentou problemas mecânicos. Ambulâncias do Corpo de Bombeiros atendem casos de emergência; Estado recebeu duas novas viaturas em novembro de 2020
Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins
Os bombeiros de Porto Nacional, na região central do estado, estão com atendimento prejudicado há cerca de 30 dias. Isso porque a ambulância que atende moradores em casos de emergência está quebrada.
O veículo em questão é uma unidade de resgate, que é usada no município e cidades vizinhas quando os militares recebem ligações de moradores através do 193. Sem a viatura, os militares não conseguem atender pacientes em casos como emergências clínicas e acidentes de trânsito. Todas as ocorrências desse tipo precisam ser repassadas ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que passou a atender um número maior de pacientes.
O G1 confirmou o problema com militares que trabalham na 5ª Companhia de Bombeiros, em Porto Nacional, e procurou o Governo do Estado para comentar o caso. Até a publicação desta reportagem nenhum posicionamento tinha sido enviado.
Um bombeiro da cidade, que não terá o nome divulgado, afirmou que já são cerca de quatro semanas sem a ambulância. Após apresentar problemas mecânicos, o veículo foi levado para Palmas, mas ainda não foi devolvido.
A caminhonete que auxilia em casos de salvamento também está parada aguardando conserto.
Os bombeiros de Porto Nacional esperam que os dois veículos sejam reparados para que o atendimento volte ao normal na cidade e nos municípios da região.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.