PGR vai avaliar se Bolsonaro cometeu crime de genocídio

A Procuradoria Geral da República (PGR) vai avaliar se o presidente Jair Bolsonaro cometeu crime de genocídio durante a pandemia da covid-19. A ministra Rosa Weber determinou a avaliação.

A medida veio a partir do pedido do advogado Jefferson de Jesus Rocha. Jefferson baseou seus argumentos em passagens bíblicas e não apresentou fatos concretos, mas citou quatro possíveis crimes de Bolsonaro para que ele seja alvo de denúncia. São eles: genocídio, charlatanismo, perigo para a vida ou saúde de outrem e fraude processual.

Para o advogado, “nós sofreremos as consequências impensadas de pessoas que não pensam no nosso planeta”. Ele diz que também tentou contato com o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Rosa Weber poderia ter arquivado o processo, mas decidiu enviá-lo para avaliação. No despacho, a ministra determinou “a abertura de vista dos autos à Procuradoria Geral da República, a quem cabe a formação da opinio delicti em feitos de competência desta Suprema Corte”. Agora, a ministra irá avaliar a petição.

O post PGR vai avaliar se Bolsonaro cometeu crime de genocídio apareceu primeiro em Jornal de Brasília.


Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.