Babaçulândia suspende atividades não essenciais e proíbe entrada e saída de pessoas da cidade


Decreto também proíbe circulação de pessoas na cidade e suspende serviços do transporte público coletivo. Apenas estão autorizados a funcionar: supermercados, farmácias, postos de combustíveis e outros; veja a lista. Babaçulândia publica novo decreto com medidas mais rígidas para tentar conter o avanço da Covid-19
Divulgação
Novas medidas de enfrentamento à Covid-19 foram adotadas pelo município de Babaçulândia, região nordeste do Tocantins. O decreto, publicado nesta quarta-feira (2), proíbe a circulação de pessoas nas ruas, bem como a entrada e saída da cidade. As atividades não essenciais também estão suspensas. As regras começam a valer nesta quinta (3) e seguem até a próxima segunda-feira (7).
A decisão foi tomada após uma reunião entre gestores da região norte e o Ministério Público, o qual enfatizou que o Hospital Regional de Araguaína está em colapso, sem leitos para atendimento da população da região. Os municípios de Araguaína e Santa Fé do Araguaia também adotaram regras mais rígidas.
Conforme o decreto de Babaçulândia, a circulação de pessoas só estará permitida, em caso de força maior, como por exemplo, o deslocamento para tomar a vacina contra a Covid.
O texto também proíbe a entrada e a saída da região urbana, ficando autorizado apenas o deslocamento para desempenho de atividades essenciais e atendimento médico, devidamente comprovado, além do transporte de cargas.
Cultos e missas foram suspensos, bem como atendimento presencial em bancos, feiras, cartório, lotérica, escritórios e comércio em geral, incluindo bares e restaurantes, que poderão funcionar por meio de delivery.
As aulas na rede municipal seguem paralisadas. A prefeitura também suspendeu os serviços do transporte público coletivo e proibiu a venda de bebidas alcoólicas, bem como de produtos não essenciais.
Veja o que pode funcionar:
Farmácias;
Funerárias;
Supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, centro de abastecimento de alimentos, permitida apenas a entrada de um membro da família dentro do estabelecimento, sendo vedada a venda de bebidas alcoólicas. Conforme o decreto, no domingo (6), estes estabelecimentos deverão permanecer fechados.
distribuidores de gás;
postos de combustíveis e borracharias;
atividades internas de restaurantes, lanchonetes, sendo autorizado o sistema delivery;
caixa eletrônicos;
empresas de serviços de internet;
transporte e circulação de cargas;
consultórios médicos, clínicas odontológicas e veterinárias – permitidos apenas serviços de emergência.
Fique por dentro de outras proibições
Qualquer tipo de reunião de pessoas da mesma família que não moram na mesma casa ou mesmo visitas nas residências;
Quaisquer eventos que possam causar aglomerações em áreas públicas e privadas, tais como, festas, shows, atividades culturais e outras confraternizações;
Ficam suspensos as atividades e atendimento presencial ao público nas secretarias municipais e demais órgãos;
É proibido transitar, atracar ou desatracar lanchas, bem como qualquer aglomeração, na Orla, Nova Orla e lago.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.