Paciente que sofreu AVC está internado há quatro meses aguardando por cirurgia no HGP


Governo do Tocantins diz que mutirões de cirurgias eletivas estão suspensos e confirmou que há falta de alguns insumos e materiais. Pacientes aguardam cirurgias no HGP que estão atrasadas por falta de insumos
Pacientes internados no Hospital Geral de Palmas (HGP) aguardam há meses por cirurgia. A explicação para a demora pode ser devido a falta de materiais. Um deles é o Josiel, de 35 anos, que está há quatro meses internado na unidade, esperando por um procedimento no coração.
“Deu entrada com AVC, depois descobriram que ele estava com uma bactéria no coração e ele ficou na UTI por 50 dias. Logo após, saiu da UTI e desde então, eles pediram para fazer a cirurgia”, contou a mãe Maria de Jesus.
Desde fevereiro, a resposta dada para a família é que a cirurgia não é feita porque faltam materiais. Nessa espera, o paciente chegou a contrair a Covid-19. “Dia 17 [de maio] era para ele viajar para Araguaína para fazer essa cirurgia. O Hospital Dom Orione pediu um teste de Covid para ele, para poder ser transferido. Fizeram e ele testou positivo”, contou a mãe.
Duas ações da Defensoria Pública do Tocantins pedem à Justiça que o estado realize as cirurgias pendentes, reabasteça estoques de insumos e contrate profissionais da saúde, caso seja necessário.
“Possuímos ações civis públicas para normalizar cirurgias cardíacas, neurológicas, oncológicas, com a finalidade de garantir tanto os insumos, quanto as UTIs que são importantíssimas para a realização dessas cirurgias”, explicou o defensor Freddy Alejandro.
Paciente espera há quatro meses por cirurgia no HGP
Reprodução
Enquanto alguns pacientes aguardam por cirurgias, outros esperam por leitos de UTI. A Keila Sorene, moradora de Palmas, está grávida de 8 meses. A paciente contraiu Covid-19 e foi internada no Hospital Dona Regina, mas precisava de transferência para um leito de UTI no HGP.
“Ela é uma pessoa que está no grupo de risco, é gestante de oito meses. Deu entrada no Hospital Dona Regina, ficou internada porque, segundo o raio-X, deu uma mancha no pulmão. O Hospital Dona Regina solicitou uma vaga na UTI do HGP e o HGP falou que não tinha sedativos para ela ser transferida para lá. O pessoal conseguiu sedativo, já está tudo pronto, só aguardando a transferência”, disse a irmã Karla Patrícia Miranda Costa.
Karla contou que os profissionais de saúde do Hospital Dona Regina fizeram até vaquinha para garantir a compra de alguns insumos para a paciente. “Quando eu cheguei [no hospital], a médica estava indo comprar medicação, ela perguntou se eu era parente dela, eu disse que sim. E ela pediu para eu comprar a medicação na farmácia. Eles tiraram o valor do bolso porque o hospital não tinha uma medicação para ela”.
A família informou, nesta manhã, que Keila conseguiu transferência e está em uma UTI do HGP.
Grávida, de 8 meses, internada com Covid, aguardava por vaga em UTI no HGP
Divulgação
Em nota, a Secretaria de Saúde do Tocantins disse que em razão da pandemia da Covid, por determinação do Ministério da Saúde, os mutirões de cirurgias eletivas estão suspensos e ainda não há cronograma definido para a retomada dessa ação.
Quanto aos insumos, a secretaria disse que processos de licitação estão abertos para compra dos materiais que estão em falta e que em nenhum momento, os paciente ficaram desassistidos quanto ao tratamento.
A secretaria ressaltou ainda que em razão do pico da pandemia, alguns insumos e medicamentos não estão disponíveis no mercado ou com estoques críticos, havendo eventuais faltas pontuais. Já sobre os leitos de UTI Covid, o governo do estado informou que está trabalhando para suprir medicamentos e insumos necessários para receber pacientes.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.