Montadoras vão aceitar grãos como pagamento de veículos para produtores rurais do Tocantins


Cerca de 1,2 mil produtores em seis estados foram selecionados para projeto piloto com as montadoras Fiat, Jeep e RAM. Jeep Compass é um dos modelos que entrou no programa piloto
Divulgação
Produtores rurais do Tocantins e de outros cinco estados vão poder pagar por alguns modelos de automóveis com grãos produzidos nas própria lavouras. O projeto é piloto e está sendo realizado pela fabricante de automóveis Stellantis, que controla as marcas Fiat, Jeep e RAM. Apenas os agricultores selecionados podem aderir no primeiro momento.
Na fase inicial, a empresa selecionou 1,2 mil clientes em todo o país para participar. Além do Tocantins, há participantes do Mato Grosso, Goiás, Bahia, Paraná e Pará.
O modelo de compra é chamado de barter trade, que em inglês significa troca ou permuta. A ideia é facilitar a renovação da frota dos produtores. Segundo a Stellantis, “a transação ocorre envolvendo a definição do valor do bem a ser adquirido, cotação básica da commodity agrícola a ser usada como pagamento, seguro, aquisição do bem e, ao fim, liquidação financeira”.
Para o programa, a Fiat oferecerá as picapes Toro e Strada (exceto o modelo Volcano) e o furgão Fiorino, o nome do programa para a montadora é Agro Fácil Fiat. A Jeep disponibilizará os modelos Renegade, Compass, Wrangler e Grand Cherokee. Os dois primeiros são , produzidos no Brasil e os demais importados. O programa foi chamado de Barter é Jeep. A marca Ram, através do programa Barter Ram, oferecerá as picapes 1500 e 2500.
A Stellantis disse que a ideia surgiu por causa da participação que o agronegócio tem no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e da estabilidade do setor mesmo em momentos de crise.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.