Corpo encontrado em Couto Magalhães aguarda identificação há mais de 10 dias no IML de Palmas


Homem foi encontrado em estado de decomposição na beira de um rio na fazenda Ouro Branco, em Couto Magalhães. O corpo foi encontrado no dia 23 de abril na beira de um rio na fazenda Ouro Branco
Divulgação
O corpo de um homem está há 11 dias aguardando identificação no Instituto de Medicina Legal (IML) de Palmas. A vítima foi encontrada em estado de decomposição na beira de um rio na fazenda Ouro Branco, na zona rural de Couto Magalhães.
Segundo as descrições do Instituto de Medicina Legal (IML), o corpo é de um homem de cor parda, com 1,65m de altura e cabelos crespos grisalhos.
O órgão pede para que as pessoas que tiverem informações sobre o caso entrem em contato pelo telefone (63) 3218-6840 ou apareçam na sede, localizada na Arso 31, antiga quadra 304 Sul.
O IML informou que o corpo já está quase no limite de tempo para ficar no laboratório. O G1 apurou que funcionários da unidade estão incomodados porque o cadáver está em estado de decomposição e já apresenta mal cheiro.
Caso o homem não seja identificado, parte do material genético ficará no Instituto para que seja possível fazer a comparação de dados no futuro.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.