Três são suspeitos de ajudar a enterrar corpo carbonizado em fazenda de Abreulândia; veja imagens


O caso foi descoberto após a polícia de Goiás encontrar vídeo no celular do dono da fazenda que mostrava o enterro. Além do proprietário, dois funcionários teriam participado do sepultamento. Cova onde corpo foi encontrado ficava dentro da fazenda
Divulgação/Ascom 8º BPM
A Polícia Militar divulgou nesta terça-feira (27) novos detalhes e imagens do local em que um corpo carbonizado foi encontrado na zona rural de Abreulândia, oeste do Tocantins, no último domingo (25). A ossada estava em uma cova rasa e foi descoberta após um vídeo que mostrava o enterro ser localizado no celular do dono da fazenda pela PM de Goiás durante uma abordagem.
Segundo o relatório policial elaborado pela equipe do Tocantins, o funcionário da fazenda preso por porte ilegal de arma de fogo no domingo, confessou ter participado do enterro e deu mais alguns detalhes. Ele informou que teve ajuda de outras duas pessoas para fazer a cova: o dono da propriedade e outro funcionário. Ele negou que tenha cometido o assassinato e responde por ocultação de cadáver.
Arma que foi apreendida com um dos suspeitos
Divulgação/Ascom 8º BPM
O nome da vítima continua sendo um mistério, já que a ossada ainda não foi identificada. A Polícia Civil está investigando a possibilidade de haver mais de uma vítima, uma vez que o vídeo indica a presença de outra pessoa na fazenda no momento do crime, mas nenhum outro corpo foi localizado até o momento.
A investigação aponta que a data mais provável do assassinato é o último dia 7 de abril. Nas imagens divulgadas nesta terça é possível ver a cova onde a ossada estava e as armas que foram apreendidas com os suspeitos, duas espingardas. Nenhum nome dos envolvidos foi divulgado pela polícia.
O único dos investigados que está preso é o funcionário que confessou a participação. O dono da fazenda tinha sido detido em Goiás, também por porte ilegal de arma de fogo. Ele pagou fiança e responde em liberdade. No caso dele, não houve flagrante de ocultação de cadáver uma vez que o corpo ainda não tinha sido localizado. Ele deve ser ouvido pela Polícia Civil do Tocantins nos próximos dias.
Crime foi na zona rural de Abreulândia
Divulgação/Ascom 8º BPM
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.