Palmas vacina mais de duas mil pessoas contra gripe nos dois primeiros dias da campanha


Prefeitura divulgou o balanço parcial e informou que haverá ação especial no sábado para a imunização contra influenza. Vacina contra a gripe já foi aplicada em mais de duas mil pessoas em Palmas
Divulgação/Prefeitura de Paraíso do Tocantins
Após os dois primeiros dias da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, vírus que causa a gripe, a Prefeitura de Palmas divulgou um balanço informando que 2.134 pessoas do público-alvo da primeira etapa foram imunizadas.
A gestão anunciou ainda que a imunização segue normalmente nesta sexta-feira (16) e que haverá um mutirão no sábado para tentar acelerar a campanha. Neste momento, as vacinas serão aplicadas em gestantes, puérperas, profissionais de saúde e crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos 11 meses e 29 dias).
Onde se vacinar?
Em Palmas, a vacinação da influenza é feita nas Unidades de Saúde da Família. Todas as USFs de Palmas que não são exclusivas da Covid-19 têm doses disponíveis.
Na capital, as unidades exclusivas para Covid são as da Arno 61 (503 Norte), Eugênio Pinheiro, no Jardim Aureny I, Arne 53 (406 Norte), ASR-SE 75 (712 Sul), Arse 131 (1304 Sul) e José Lúcio, no Lago Sul. Estas, portanto, são as únicas que não estão aplicando doses.
Nas USFs, que realizam atendimento misto (demandas gerais e também de Covid-19), a vacinação contra influenza é realizada normalmente. É o caso das USFs do Jardim Taquari e Walter Pereira Morato, em Taquaruçu.
O que levar
Para se vacinar é necessário ir até a unidade de saúde mais próxima com os documentos pessoais (RG e CPF) e cartão de vacinação. Caso seja profissional de saúde, é necessário levar contracheque ou carteira de identificação de classe que comprove o vínculo empregatício.
No caso das grávidas, é preciso levar exame que ateste a gravidez, tendo em vista que algumas gestações começam a ser visíveis fisicamente a partir do quarto mês. Já no caso das puérperas, é preciso levar certidão de nascimento do recém-nascido – são consideradas puérperas aquelas que deram à luz até 42 dias antes da data da vacinação.
E quem também puder se vacinar contra a Covid?
A orientação da prefeitura é de que quem faz parte dos grupos prioritários das duas campanhas, caso dos profissionais de saúde, deve priorizar a vacinação contra a Covid-19. É obrigatório um intervalo de 15 dias entre a aplicação das vacinas contra Covid e contra a gripe.
Por esse motivo, o formato da vacinação depende do tipo de imunizante que o paciente vai receber contra o coronavírus. No caso da CoronaVac, que tem intervalo entre a primeira e a segunda dose de 21 a 28 dias, a orientação é só tomar a vacina contra influenza após completar a imunização. No caso da vacina da AstraZeneca, que tem intervalo de 90 dias, é possível receber a vacina contra a gripe em meio ao intervalo.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.