Justiça condena tio de Michelle Bolsonaro acusado de grilagem de terras

A Justiça do Distrito Federal condenou o tio de Michelle Bolsonaro, João Batista Firmo Ferreira, acusado de grilagem de terras. João Batista, que é policial militar, foi condenado a 10 anos de prisão por organização criminosa.

Além do tio de Michelle, outros seis PMs foram condenados. Os suspeitos de formar a milícia responsável pelo esquema de grilagem foram presos em maio de 2019 no âmbito da operação Horus, da Polícia Civil (PCDF), que desarticulou o bando. João Batista e outros membros, no entanto, ganharam liberdade em abril de 2020.

Os PMs envolvidos são:

João Batista Firmo Ferreira
Agnaldo Figueiredo de Assis
Francisco Carlos da Silva Cardoso
Jorge Alves dos Santos
José Deli Pereira da Gama
Paulo Henrique da Silva
Jair Dias Pereira

O parcelamento ilegal de terras ocorria no Sol Nascente, onde vivia também a avó de Michelle, Maria Aparecida Firmo Ferreira. Maria Aparecida veio a óbito em agosto do ano passado, aos 80 anos, vítima da covid-19.

O post Justiça condena tio de Michelle Bolsonaro acusado de grilagem de terras apareceu primeiro em Jornal de Brasília.


Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.