Campeã mundial de basquete, Ruth de Souza morre de Covid-19

Campeã mundial de basquete em 1994 com a seleção brasileira, a ex-jogadora Ruth Roberta de Souza morreu na manhã desta terça-feira, 13, aos 52 anos, em decorrência de complicações da Covid-19. Ela estava internada desde o último dia 31 de março na UTI de um hospital da cidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, com mais de 70% dos pulmões comprometidos.

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) lamentou a perda. “É com dor e profundo pesar que a CBB informa o falecimento da campeã mundial e do Pan, Ruth! O nosso sorriso mais bonito. A nossa guerreira. Ruth combateu o bom combate e nos deixou nesta terça, aos 52 anos”, afirmou a entidade por meio de suas redes sociais.

A pivô, conhecida como Rutão, trabalhava como técnica de uma equipe de Três Lagoas, sua cidade natal. Além do Mundial pela seleção, ela também foi campeã dos Jogos Pan-Americanos de 1991, em Havana, e jogou a Olimpíada de 1992, em Barcelona.

“Perdi uma amiga, com uma história de vida de muitos desafios, mais jamais perdeu sua doçura e sempre com seu jeito humilde e eficiente na convivência em grupo. Dia muito triste para mim. Ruth fazia parte da minha família e sempre recebida com carinho, como merecia. Que ela faça esta passagem com muita luz”, disse Paula Gonçalves, a Magic Paula, vice-presidente da CBB.

A Confederação lembrou que a ex-atleta recebeu diversas homenagens em vida pela referência “à sua garra em quadra, carisma, entrega e dedicação ao esporte”. “Nós nunca esqueceremos o seu sorriso”, finalizou a entidade.

Continua após a publicidade

Leia esta e muitas outras notícias na Coluna de Esportes da Revista Veja
Autor: Da Redação

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.