Festa clandestina com mais de 1 mil pessoas é interrompida por forças de segurança em Palmas


Público, predominantemente jovem, lotou uma casa de eventos e não usava máscara. Palmas tem mais de 25,9 mil diagnósticos de Covid-19 e 248 moradores morreram com a doença. Festa clandestina com mais de 1 mil pessoas foi interrompida em Palmas
Raíza Milhomem/Prefeitura de Palmas
Uma festa clandestina com mais de 1 mil pessoas foi interrompida na madrugada deste domingo (14) em Palmas. De acordo com a Prefeitura da capital, o público, predominantemente jovem, lotou uma casa de eventos na Arso 91, antiga 903 Sul, e desrespeitou medidas de segurança necessárias para evitar o contágio do coronavírus. Os responsáveis pelo evento foram autuados.
Por causa da pandemia, as festas de carnaval foram proibidas em Palmas. A cidade tem mais de 25,9 mil diagnósticos de Covid-19 e 248 mortes pela doença.
O flagrante aconteceu após uma equipe de fiscalização receber uma denúncia anônima. A ação contou com várias forças de segurança.
Ao chegar perto do espaço onde o evento era realizado, os fiscais notaram que o estacionamento do estabelecimento estava lotado. O som da festa foi desligado imediatamente e as pessoas começaram a deixar o local, gerando tumulto. A Prefeitura informou que a maioria não utilizava máscara de proteção.
Os seguranças do evento se recusaram a apontar os organizadores da festa, mas três jovens se identificaram como responsáveis. Questionados, eles falaram que o evento tinha sido planejado para até 50 pessoas, mas com o início da festa teriam perdido o controle da entrada do público.
Por causa da promoção de aglomeração durante uma pandemia e por não apresentar alvará de licença e funcionamento do estabelecimento, foi registrado o auto de infração contra os organizadores.
Decreto municipal
A Prefeitura de Palmas proibiu realização de festas durante o período do carnaval em 2021 por causa da pandemia de Covid-19. A proibição vale entre os dias 12 a 16 de fevereiro. O decreto especifica que não será autorizada a realização de eventos em “clubes, espaços de festas, pousadas, hotéis, bares, restaurantes, flutuantes ou vias públicas”.
O decreto também se aplica a festas previamente autorizadas, como casamentos ou formaturas, que tenham sido marcadas para o período. Conforme a Prefeitura, “todos os eventos públicos ou privados, em área urbana ou rural, estarão cancelados no período de 12 a 16 de fevereiro de 2021”.
A fiscalização em estabelecimentos foi intensificada na noite de sábado (13), quando foram registrados 10 autos de infração e quatro notificações por diversas irregularidades para conter o avanço do vírus.
As atividades foram comandadas pela Diretoria de Fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento e Serviços Regionais e Vigilância Sanitária (Visa), com o apoio da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Agentes de Trânsito e Transportes do Município e Polícia Militar (PM).
Denúncias
Os moradores que identificarem festas ilegais podem fazer denúncias sobre possíveis desrespeitos aos decretos para impedir a disseminação da Covid-19.
Os registros podem ser feitos através da Ouvidoria do Município nos números 0800-6464-156 ou 3212-7144. Os moradores também podem entrar em contato com a Guarda Metropolitana de Palmas pelo 153 e com Polícia Militar através do 190.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.