Festa ilegal com mais de 100 pessoas é interrompida pela polícia em chácara de Araguaína


Policiais também encontraram maconha e cocaína com pessoas que estavam no evento. Além disso, motorista de carro de som automotivo que estava sob efeito de álcool foi autuado. Festa ilegal em chácara é interrompida pela polícia em Araguaína
Divulgação/Polícia Civil
Uma festa ilegal foi interrompida pela Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, em Araguaína, neste domingo (7). Mais de 100 pessoas foram encontradas no evento em uma chácara da cidade, o que descumpre um decreto municipal para conter o avanço da Covid-19. Além disso, os policiais encontraram maconha e cocaína com algumas pessoas que estavam no local.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, o evento teve início à meia-noite e finalizou às 11h de domingo. A Polícia Civil foi até o local após receber uma denúncia.
Conforme o delegado Fernando Rizério Jayme, ao chegar ao local, flagrou o motorista de um veículo de som automotivo embriagado. Além disso, durante buscas nos integrantes do carro, foram encontradas maconha e cocaína. Os policiais fizeram buscas na chácara e encontraram outras pessoas com substâncias ilícitas.
O delegado explicou que os presentes na festa foram autuados por descumprimento de medida sanitária, crime descrito no Art. 268 do Código Penal, e os que estavam na posse de entorpecentes, autuados no crime de posse para uso de drogas.
Carro de som foi apreendido pelos policiais, durante festa em Araguaína
Divulgação/Polícia Civil
Quanto ao condutor do veículo de som automotivo, por apresentar sinais de embriaguez, estando com um copo de bebida na mão enquanto dirigia, foi autuado por embriaguez ao volante e descumprimento de medida sanitária, conforme a SSP.
O dono do local em que ocorreu a festa foi autuado por perturbação da paz e sossego públicos e descumprimento de medida sanitária. O proprietário de outro veículo de som automotivo já foi identificado e deve ser processado pelos mesmos crimes.
Os suspeitos dos crimes citados, as drogas apreendias e os veículos foram levados à delegacia.
“O uso de som automotivo quase sempre infringe alguma legislação, seja de trânsito, posturas municipal e leis criminais federais e o seu uso deve ser coibido. Assim, também são os eventos realizados de forma irresponsável e que compromete a luta do Município ao combate à Covid-19”, disse o delegado.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Festa tinha mais de 100 pessoas, o que contraria decreto publicado pela Prefeitura de Araguaína
Divulgação/Polícia Civil

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.