Capitão da PM é um dos homens detidos em caminhonete com R$ 50 mil em produtos contrabandeados


Rannieri Ferreira do Amaral é subcomandante do CIOE no Tocantins. Ele e o irmão foram flagrados em Uruaçu pela Polícia Rodoviária Federal. Capitão Rannieri Ferreira do Amaral durante curso em 2017
Divulgação/Polícia Militar
O Capitão da Polícia Militar Rannieri Ferreira do Amaral é um dos homens que foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal de Goiás numa caminhonete com R$ 50 mil em produtos contrabandeados. O flagrante foi durante uma fiscalização de rotina em Uruaçu (GO) na quinta-feira (20). Amaral declarou que não tinha conhecimento a respeito da carga e foi liberado. Ele foi registrado como testemunha no boletim de ocorrência.
A Polícia Militar do Tocantins informou que o militar estava em horário de folga e que vai abrir um procedimento para apurar se houve alguma irregularidade. (Veja baixo a nota completa)
Atualmente Rannieri Ferreira do Amaral é subcomandante da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe) no Tocantins. O outro homem que estava no carro é o irmão dele, que tem 36 anos e não teve o nome divulgado. Ele continua preso.
Contrabando de anabolizantes e eletrônicos apreendidos em Uruaçu Goiás
Divulgação/PRF
O veículo em que eles estavam levava aparelhos eletrônicos e medicamentos, incluindo anabolizantes e remédios que têm a venda proibida no Brasil. A suspeita é que a carga tenha vindo do Paraguai.
A PRF apreendeu mais de 1,2 mil anabolizantes que estavam em frascos, ampolas e comprimidos, além de 225 celulares e um aparelho de televisão.
A Cioe é considerado um grupo de elite da PM, sendo responsável por setores como o departamento antibombas, o batalhão do choque e equipes que atuam no resgate de reféns em situações como sequestros.
Nota da Polícia Militar
A Polícia Militar esclarece que o policial militar, em seu horário de folga, foi qualificado como testemunha pela autoridade competente, após abordagem da Polícia Rodoviária Federal na cidade de Uruaçu/GO. O militar prestou seu testemunho e foi liberado em seguida.
A PMTO abrirá procedimento administrativo para apurar se houve irregularidade cometida pelo policial, mesmo em seu período de folga.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.