Voluntários usam tratores para abrir mata e evitar que queimada se espalhe no Tocantins


Trabalho é chamado de ‘aceiro’ e consiste em retirar a vegetação para evitar que o fogo chegue a outras propriedades. Fumaça dificultou a visão de quem transitava pela BR-153. Queimada em fazenda dificulta visão de motoristas na BR-153
Uma queimada destruiu cerca de 100 hectares de pastagens em fazendas que ficam as margens da BR-153, no sul do Tocantins. As chamas destruíram cercas e a fumaça dificultou a visão dos motoristas que trafegavam pela rodovia. Para combater o fogo, voluntários utilizaram pequenos tratores para abrir a mata.
A prática é conhecida como ‘aceiro’ e consiste em retirar a vegetação para conter o avanço do fogo. O combate durou cerca de três horas até que a situação estivesse controlada.
Durante o período de seca o número de queimadas aumenta no Tocantins. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o estado teve cerca de dois mil focos registrados em 2019 e mais de 800 ocorreram apenas nos 20 primeiros dias de junho.
Voluntários usaram tratores para evitar que o fogo se espalhasse
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.