Interdição de escola por risco em estrutura deixa mãe de aluna assustada: “Tava perfeita”

Vistoria realizada por meio da Semed mostrou risco de desabamento. Sulamita Fragoso disse que escola não mostrava problemas visíveis e que alunos choraram com a notícia. Escola municipal do Aureny l é interditada por risco de desabamento
A dona Sulamita Fragoso é mãe de um dos alunos da única escola municipal do Aureny l, região sul de Palmas. Para ela, a unidade de ensino não apresentava nenhum problema para ser interditada, estava sempre organizada e bonita. Segundo a mãe, fazia pouco tempo que paredes haviam sido pintadas e janelas substituídas.
“A escola é perfeita pra mim, né? Pra mim não tinha motivo não. Eu não conhecia como que estava lá dentro, mas assim, eu entrava lá e estava perfeita, bonita, muito arrumada. Inclusive pintou ela esse ano”, comentou a mãe.
A filha havia ido para a escola de manhã, e quando retornou para casa disse que tinha uma surpresa para contar. A mãe ficou assusta quando soube da interdição da escola.
Segundo Sulamita, os alunos choraram, e os pais foram surpreendidos com a interdição completa da Escola Municipal Aurélio Buarque de Holanda.
“Eu que quero saber como é que vai ficar, porque eu não sei. Eu não estou sabendo de nada. É a única escola do Aureny l, e para nós vai fazer uma falta. Nossa eu fiquei muito sentida, os alunos choraram ao saber que ela foi interditada. Nossa, eu fiquei muito triste também”, comentou.
A Secretaria Municipal da Educação informou que segunda-feira (26), será realizada uma reunião para decidir onde os alunos e professores serão transferidos durante esse período.
Entenda
A diretora da Escola Municipal Aurélio Buarque de Holanda solicitou uma vistoria na unidade para medir perigos na estrutura. Após vistoria realizada pela Secretaria Municipal da Educação (Semed), foi constatado que danos causados na estrutura de concreto armado das vigas trazem riscos de desabamento parcial da estrutura.
A Defesa Civil foi acionada e recomendou a interdição integral da escola. Segundo a Prefeitura de Palmas, a unidade de ensino foi interditada imediatamente afim de evitar acidentes com alunos e funcionários.
O local passará por obras de reparo, mas a Semed não estipulou um prazo para quando a escola municipal deve voltar a funcionar.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Mãe de aluna diz que não havia problemas visíveis para escola ser interditada.
Reprodução/TV Anhanguera

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.