Concessionária é condenada por cobrança indevida na conta de água de cliente

Mulher recebeu tarifa quase quatro vezes maior do que geralmente gastava. BRK Ambiental foi condenada a pagar R$ 7 mil por danos morais, mas ainda pode recorrer. BRK é a concessionária de água de diversos municípios do Tocantins
Reprodução
A BRK Ambiental foi condenada a pagar uma indenização de R$ 7 mil para uma cliente que comprovou ter recebido uma cobrança abusiva na conta de água. A mulher chegou a ter o fornecimento suspenso porque não pagou a conta que veio com um consumo quase quatro vezes maior do que geralmente usava.
A sentença é do Juizado Especial Cível de Dianópolis e a empresa ainda pode recorrer da decisão. A BRK informou ao G1 que não foi notificada oficialmente sobre o caso e não vai se manifestar.
Segundo consta no processo, a cliente recebeu em fevereiro deste ano uma conta com o valor de R$ 159.69. O consumo, conforme a concessionária, teria sido de 26m³ de água no mês.
A mulher pediu uma vistoria da empresa e nenhum vazamento ou irregularidade foi encontrado. No mês de abril, o fornecimento de água da mulher foi suspenso porque ela não pagou a fatura.
“Os documentos juntados aos autos demonstram que o consumo registrado na fatura de fevereiro de 2018 é excessivo, apresentado consumo quase quatro vezes maior que o consumo médio da referida unidade consumidora, conforme pode-se observar da própria fatura ora questionada”, complementou.
O juiz determinou que da fatura de água seja retificada e a empresa cobre a média de 7m³ que geralmente é paga pela consumidora. Além disso, determinou o pagamento da indenização pelos danos morais causados pela suspensão do fornecimento de água.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.