Músicos de várias partes do país fazem live para apresentar obras instrumentais e autorias


Coletivo N·S·L·O é formado por cinco integrantes, incluindo flautista, violonistas, pianista e o compositor Heitor Oliveira, morador de Palmas. Composições são o resultado de um projeto que percorreu várias regiões do Brasil. Grupo apresenta, durante live, músicas instrumentais e contemporâneas
Divulgação
Um grupo, formado por artistas de diversas regiões do Brasil, fará uma live às 19h30, desta sexta-feira (20), para apresentar músicas instrumentais, autorais e contemporâneas. As obras são o resultado de um projeto envolvendo o compositor Heitor Oliveira, morador de Palmas, com instrumentistas de Porto Alegre (RS), Mossoró (RN) e Caçapava (SP).A apresentação será transmitida no Canal do Youtube do Coletivo N·S·L·O.
O nome do Coletivo faz referência aos pontos cardeais, já que cada instrumentista é de uma região diferente do país. A ideia foi unir artistas para fortalecer e propagar a música autoral e contemporânea.
“Será um envolvente momento de interatividade com o público, pois vamos apresentar algumas obras do Coletivo e bater muito papo sobre produção musical, carreira, música instrumental, autoral, trajetória do Coletivo e muito mais”, define o idealizador do projeto e compositor, Heitor Oliveira.
O projeto é patrocinado pelo Banco da Amazônia (Basa), por meio do Edital de Patrocínios 2020. Quando estiver finalizado, o álbum “Charlatório” será lançado nas plataformas de música.
Projeto foi idealizado pelo compositor Heitor Oliveira, morador de Palmas
Divulgação
O Coletivo
O Coletivo N·S·L·O reúne cinco músicos que se conheceram em Porto Alegre (RS), no contexto do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
São eles: a flautista Gina Arantxa, de Cali (Colômbia), que atualmente mora em Porto Alegre; os violonistas Renan Simões e Sabrina Souza, moradores de Mossoró (RN); o pianista Dario Rodrigues Silva, de Caçapava (SP) e o compositor Heitor Oliveira, de Palmas.
Nos anos de 2017 e 2018, o grupo circulou por cinco cidades com projeto patrocinado, com apresentações e oficinas de criação colaborativas entre os integrantes do grupo e também atividades abertas ao público local, como mesas-redondas, ensaios abertos, concertos e masterclasses.
Em cada localidade, de novembro de 2018 a fevereiro de 2020, uma nova obra foi criada e apresentada ao público local, o que formou o álbum “Charlatório”.
Os integrantes passaram por Rio Grande do Norte, onde foram exibidas as composições “Novos Sururus, Quiprocós de um Convescote Chumbrega e Tudo É Perdido Quando o Desejo Fica Repartido”.
Em Ribeirão Preto (SP) foi apresentada a composição “Charlas, Experiências Musicais Intimistas” e em Cáli (Colômbia) “Episódios de Viagem”.
O encerramento da turnê estava prevista para abril de 2020, em Palmas, com o grande concerto que incluiria a peça “Episódios de Viagem III: Rosa dos Ventos” e todas as outras composições criadas durante o projeto. Contudo, por conta da pandemia, a apresentação foi cancelada e o projeto foi integralmente adaptado para a modalidade remota.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.