Em protesto contra o racismo, militantes ateiam fogo e depredam Carrefour de São Paulo

Carrefour

Em São Paulo manifestantes protestam contra a morte de um homem negro por seguranças da empresa Carrefour.

O ato em São Paulo iniciou no Masp, na Avenida Paulista, no centro da cidade, e deslocou até Carrefour da Pamplona, onde os manifestantes atearam fogo no supermercado.

Nesta sexta-feira, pelo juiz Cristiano Vilhalba Flores, do Foro Central de Porto Alegre, foi determinada a prisão preventiva de Magno Braz Borges e Giovane Gaspar Da Silva, seguranças responsáveis pela morte de João Alberto Silveira Freitas.

“Existem indícios de autoria pelas declarações das testemunhas, as quais afirmaram que a vítima fora detida pelos flagrados, sendo que estes teriam argumentado que agiram para cessar uma agressão que a própria vítima teria cometido contra terceiro, funcionário da empresa onde os fatos ocorreram. Os indícios de autoria são reforçados pelos vídeos juntados aos autos, onde se pode verificar toda a ação que culminou no óbito da vítima, que viera a falecer no local”, afirmou o magistrado na decisão.

O post Em protesto contra o racismo, militantes ateiam fogo e depredam Carrefour de São Paulo apareceu primeiro em República de Curitiba.

Leia esse post na integra no Blog República de Curitiba
Autor: Blog República de Curitiba

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.