TRE do Tocantins sorteia urnas para passar por auditoria e garantir segurança da votação


Urnas são verificadas no dia da votação para garantir segurança e transparência do processo eleitoral. Veja como é feito o procedimento. Urnas passarão por auditoria no dia da votação
Heloise Hamada/G1
O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) realizou, neste sábado (14), o sorteio das seis urnas que passarão por auditoria no dia da votação. O objetivo é garantir a segurança, transparência e integridade no processo eleitoral.
O sorteio das urnas foi realizado na manhã deste sábado, no auditório do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), com transmissão ao vivo pelo YouTube.
Para a auditoria que verifica o funcionamento das urnas sobre condições normais de uso são sorteadas três urnas, sendo uma de Palmas e duas de qualquer outro município do estado. Os equipamentos são levados para o auditório do TRE e são testadas no mesmo horário de votação, das 7 às 17h.
Para o procedimento, universitários, representantes de partidos e entidades participaram de uma votação virtual simulada. Os votos computados foram impressos e inseridos em uma urna de lona. No dia da auditoria, esses votos são registrados na urna eletrônica e, paralelamente, em um computador à parte, com sistema próprio desenvolvido para esse fim. Todos os detalhes do processo são filmados por diversas câmeras de vídeo estrategicamente posicionadas no ambiente.
Ao final da votação, é feita a comparação dos dois resultados: o da apuração da urna e o da soma dos votos dos votos impressos. O objetivo final é que seja comprovada a coincidência entre os resultados obtidos nos boletins de urna e nas cédulas da auditoria
Os trabalhos são públicos, podendo ser acompanhados por qualquer interessado.
Já para a auditoria de verificação da autenticidade e da integridade dos sistemas instalados nas urnas eletrônicas são sorteadas três urnas de qualquer seção eleitoral do estado e todo procedimento é realizado na própria localidade.
A Auditoria ocorre no domingo, antes do início da votação. Os procedimentos são acompanhados pelo juiz eleitoral ou pessoa designada para representá-lo, representantes do Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil, representantes de partidos políticos e coligações.
Cada urna auditada emitirá um relatório de resumos digitais dos arquivos nela instalados, que poderão ser conferidos um a um, a qualquer tempo, pelos fiscais dos partidos e dos representantes da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público, com os resumos digitais publicados no Portal do TSE.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.