Agências do INSS continuam fechadas no Tocantins e beneficiários enfrentam dificuldades


Reabertura das agências foi autorizado há quase dois meses. Instituto afirma que continua fazendo vistorias nas unidades e segue sem uma data certa para reabertura. Beneficiários encontram dificuldade ao procurar atendimento pelo INSS
O governo federal autorizou o retorno do atendimento presencial nas agências do INSS há quase dois meses, mas no Tocantins todas as unidades seguem fechadas. Isso tem deixado muita gente em situação difícil, como a Luciana Silva, que tem artrose nível quatro nos dois joelhos devido à obesidade e mal consegue ficar em pé.
A dona de casa está sem o benefício há quatro meses. “Em agosto teria que renovar, eu fui ao médico, peguei todos os laudos, fiz o raio-x, peguei o laudo e postei no site deles. Tive cinco indeferimentos”, disse.
Com 48 anos ela pesa 180 quilos. Não consegue mais sair de casa e tem muita dificuldade para andar e até levantar. “A minha mobilidade está bem comprometida. Eu não consigo mais ficar em pé. Até um tempo atrás eu conseguia cozinhar, que é uma coisa básica de uma dona de casa, hoje eu não consigo”, lamentou.
Agência do INSS em Palmas segue com porta fechada
Reprodução/TV Anhanguera
Em situação semelhante está o Dieymison Alves, que sofreu um acidente há dois anos e meio, e desde então está afastado pelo INSS. A cada seis meses ele precisa passar pela perícia para renovar o benefício, mas não está conseguindo.
Ele conta que liga no telefone 135, já tentou contato pelo WhatsApp e por e-mail, mas não consegue uma resposta. “Minha preocupação é essa porque já venceu e devido ao prazo, devido à pandemia, não sei se a qualquer momento pode fazer o corte ou não”, afirmou.
Por causa da pandemia de coronavírus, desde março que todos os serviços estão sendo feitos pelo aplicativo Meu INSS ou pelo número 135. No Tocantins são 13 agências, todas sem atender ao público.
A nova promessa da gerencia executiva no estado é que ainda neste mês a atividades presenciais retornem. Enquanto isso, centenas de beneficiários estão passando por dificuldades. “Estou com meu aluguel atrasado e não estou passando necessidade de alimento porque tem pessoas próximas que tem trazido cestas básicas pra mim”, lamentou a Luciana Silva.
Procurado pela TV Anhanguera, o INSS afirmou novamente que está finalizando uma fase de inspeção nas agências e apenas quando estiver concluída a fase é que vão retornar os atendimentos presenciais.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.