Julgamento de homem acusado de matar ex-namorada em Palmas é adiado


Crime ganhou repercussão após a divulgação de mensagens de Patrícia Aline para amigas dizendo que tinha medo de ser morta por Iury Italu Mendanha. Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em agosto de 2018
Reprodução/G1
A Justiça decidiu adiar o julgamento de Iury Italu Mendanha, acusado de matar a ex-namorada, Patrícia Aline dos Santos em Palmas em agosto de 2018. A audiência seria em júri popular no próximo dia 26 de novembro e ainda não tem nova data. Na decisão, o juiz Marcelo Eliseu Rostirolla destacou que o adiamento é para que o tribunal tenha tempo de tomar as medidas de biosegurança contra o coronavírus.
O réu segue preso na Cadeia Pública de Pium. Iury Italu trocou de advogado recentemente e o novo representante, Paulo Roberto da Silva, informou que a defesa está avaliando qual o tamanho do prejuízo para poder avaliar quais medidas podem ser tomadas.
O caso acabou ganhando repercussão após a divulgação de mensagem de Patrícia Aline para uma amiga. Ela relatava ter medo do ex-namorado e dizia que ele poderia matá-la. O corpo da jovem foi localizado em um terreno baldio perto de um shopping da capital. A investigação da Polícia Civil aponta que a vítima foi executada por ciúmes.
O ex-namorado ficou foragido por alguns dias após o crime e acabou sendo localizado no interior do estado. Quando foi preso, Iury Italu confessou o assassinato e até deu detalhes de como tudo aconteceu. Um amigo dele que teria ajudado na fuga, Silas Barreiro Borges dos Santos, também chegou a ficar preso, mas não foi a julgamento porque a prisão preventiva durou mais tempo do que a pena máxima possível para o crime pelo qual ele respondia.
Durante o interrogatório na audiência de instrução do caso, Iury Italu confessou novamente o assassinato perante o juiz. Ele disse que não tinha planejado o crime, mas que se descontrolou após Patrícia mostrar uma foto que comprovava uma traição.
Atualmente, Mendanha passa os dias cumprindo as atividades normais com outros detentos e também fazendo artesanato com barbantes. A decisão do adiamento determina que o novo julgamento deverá ser remarcado “para a próxima temporada do júri desta Comarca”. Isso deve ocorrer apenas em 2021. A ordem é da última sexta-feira (23).
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.