Secretário diz que presos de Cariri serão transferidos para novo prédio e que não há previsão para retorno das visitas


Heber Fidelis fez as declarações após um principio de motim em Cariri do Tocantins e manifestações em outras unidades. Secretário da SECIJU fala sobre o Plano Retomada Progressiva; entenda
O secretário de Cidadania e Justiça do Tocantins, Heber Fidelis, anunciou na noite desta segunda-feira (19) que os presos do Centro de Reeducação Social Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins, serão transferidos para um novo prédio nos próximos dias. A unidade registrou um princípio de motim durante a tarde que terminou com oito detentos feridos.
Houve ainda manifestações em frente a pelo menos outros três presídios no Tocantins: o Barra da Grota em Araguaína, a Casa de Prisão Provisória de Palmas e a Cadeia Pública de Miranorte. As famílias reivindicaram o retorno das visitas aos presos e melhorias na alimentação.
Heber Fidelis disse que a Seciju recebeu as pautas dos manifestantes, mas que o setor de inteligência investiga se houve outras motivações para o movimento. Ele informou ainda que o plano de retorno das visitas está pronto, mas que não há data prevista para a retomada. Ainda na entrevista, o secretário disse que a situação está sob controle e tranquila.
As declarações foram dadas ao vivo ao Jornal Anhanguera 2ª Edição. O secretário afirmou ainda que o presídio de Cariri é o que está em situação mais precária em todo o estado e que a unidade será reformada após a transferência.
O secretário defendeu as medidas de distanciamento nos presídios, que incluem a suspensão das visitas. De acordo com ele, isso possibilitou que o Tocantins fosse um dos poucos estados que não registrou internações ou mortes por coronavírus entre os detentos. A medida está em vigor desde o dia 14 de março.
Vídeo mostra confusão em presídio de Carirí
A confusão
Detentos do Centro de Reeducação Social Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins, na região sul do estado entraram em confronto nesta segunda-feira (19). O tumulto teria começado após um grupo de presos organizar uma greve de fome para protestar contra as condições dentro da unidade e o outro grupo se recusar a participar.
Vídeos feitos de dentro do presídio e que circulam nas redes sociais mostram que parte de um muro foi quebrado e pedaços de concreto foram usados como armas e atirados de um lado para o outro do muro. O telhado de um dos pavilhões também aparece bastante danificado nas imagens.
Na frente de outros presídios do Tocantins, como o Barra da Grota, em Araguaína, e a Cadeia Pública de Miranorte, e a Casa de Prisão Provisória de Palmas houve manifestações.
Presidiários jogam concreto para fora do muro de presídio em Carirí
Reprodução
Confusãp em presídio de Carirí
Reprodução
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.