Juiz proíbe queima de fogos durante eventos eleitorais em três cidades do Tocantins


Proibição vale entre os dias 13 de outubro e 15 de novembro em Guaraí, Tabocão, Tupiratins e seus respectivos povoados. Queima de fogos foi proibida pela Justiça Eleitoral
TV Anhanguera/Reprodução
O juiz eleitoral da 6ª Zona Eleitoral proibiu a queima de fogos de artifício em qualquer evento eleitoral, seja em propriedade particular ou em vias públicas. A proibição vale entre os dias 13 de outubro e 15 de novembro em Guaraí, Tabocão, Tupiratins e seus respectivos povoados.
Os candidatos não poderão promover queima de fogos em comícios, carreatas, passeatas entre outros eventos.
Conforme a portaria assinada pelo juiz Manuel de Faria Reis Neto, em caso de descumprimento o evento será imediatamente finalizado e os fogos de artifícios serão apreendidos e o proprietário dos explosivos será pessoalmente notificado para responder pelo crime de desobediência eleitoral.
Os representantes dos partidos e coligações partidárias que permitirem a queima de fogos em atos ou eventos eleitorais são solidariamente responsáveis. Ainda conforme a portaria, os comerciantes que venderem os produtos deverão registrar o nome, endereço e telefone de quem comprar fogos e objetos similares.
A determinação do juiz eleitoral foi publicada nesta segunda-feira (12) e está valendo.
A queima de fogos também foi proibida nos municípios da 21ª Zona Eleitoral, que integra as cidades de Augustinópolis, Carrasco Bonito, Praia Norte, Sampaio, São Sebastião do Tocantins.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.