Estado registra segundo caso de sementes misteriosas após mulher encontrar pacote em bolsa importada


Mulher disse que soube dos casos pela imprensa e resolveu vasculhar bolsa comprada em 2019. Ela encontrou saquinho que pensou ser de substância para absorver umidade, mas depois viu que eram sementes. Saquinho com sementes foi encontrado em bolsa
Adapec/Divulgação
O Tocantins registrou o segundo caso de sementes misteriosas recebidas em encomendas não requisitadas. De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), a denúncia foi feita em Palmas na última quarta-feira (7). O material foi recolhido e está sendo encaminhado para o laboratório do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O primeiro caso foi identificado há uma semana em Araguaína, no norte do Tocantins.
Segundo a Adapec, uma mulher informou, por telefone, ter visto informações sobre as sementes misteriosas que vêm sendo entregues por todo país e resolveu dar uma verificada em uma mochila que comprou da China em 2019.
Ela contou que dentro da bolsa havia um saquinho que havia pensado ser de sílica, substância usada para absorver a umidade, mas depois verificou que na verdade se tratavam de sementes.
A Adapec reforçou o alerta para a população ficar atenta caso receba algum pacote com sementes que não foram solicitadas. “Recolhemos o material e daremos seguimento aos procedimentos oficiais”, explicou o diretor de defesa, sanidade e inspeção vegetal, Alex Arruda.
Orientações
A população não deve abrir, manusear, plantar e nem jogar as sementes no lixo para evitar uma possível germinação.
Os pacotes que forem recebidos com sementes devem ser encaminhados a Adapec ou informados pelo telefone 0800 63 11 22, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, para que a instituição faça o recolhimento da embalagem.
A Superintendência Federal da Agricultura-SFA/TO também está disponível para o atendimento.
Entenda
No dia 6 de outubro a Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa informou que foram encontrados fungos, bactérias e possibilidade de pragas que não existem no Brasil em pacotes de sementes não solicitados que chegaram ao país e foram encaminhados ao Ministério.
Toda a análise é feita no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Goiás, que é referência no país. Até o dia 6 de outubro, foram confirmados 258 pacotes de sementes não solicitados em 24 estados e no Distrito Federal. A expectativa é que em 30 dias haja um detalhamento maior desses resultados.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.