Exército pede reforço de materiais e veículos para atuar no combate a incêndios em outras regiões do TO


Cerca de 40 militares chegaram à Ilha do Bananal para monitorar região e evitar novos incêndios. Equipamentos que serão enviados de Brasília vão permitir que tropas atuem em mais áreas. Queimadas continuam na região sul do estado
O comando do Exército no Tocantins pediu à Brasília reforço de equipamentos e novos veículos, que auxiliarão no combate ao fogo. O objetivo é conseguir chegar e atuar em mais áreas do estado atingidas pelos incêndios.
“Nós estamos recebendo material de saúde, material de combate a incêndio, viaturas de transporte de material, ambulâncias. O Comando Conjunto Norte, por intermédio do Comando Militar do Planalto, está enviando de Brasília. Vão nos permitir abrir mais bases e atuar ao mesmo tempo em outras áreas, além das que já estamos atuando nesse momento”, afirmou o comandante do 22º Batalhão de Infantaria, coronel Carlos Gabriel.
Nesta semana, 40 militares chegaram à Ilha do Banana com caminhões-pipa e ambulâncais, uma das regiões mais atingidas pelo fogo. Imagens aéreas mostram uma parte da ilha devastada pelo fogo. (Veja o vídeo acima) Brigadistas do PrevFogo, o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Ibama e do ICMBio, trabalharam 24 horas durante dias para apagar as chamas que se espalhavam rapidamente.
Militares do Exército chegam à Ilha do Bananal para ajudar no monitoramento das queimadas
REprodução/TV Anhanguera
Os homens trabalharam em campo com sopradores e abafadores. Do alto, o helicóptero do Ibama jogava jatos de água. Ainda não se sabe o tamanho da área queimada.
Os focos na região já estão controlados. O trabalho do Exército no local será ajudar no monitoramento da região para evitar novos incêndios nas próximas semanas de estiagem.
“Se houver combate, o Exército está pronto para poder nos ajudar e tornar fazer com que a gente controle a situação. Até o presente momento a situação está controlada na Ilha do Bananal, mas tivemos bastante focos este mês de setembro, devido à grande seca e estiagem muito grande. É isso, a gente está conseguindo ter um bom resultado na Ilha do Bananal”, explicou o chefe operacional em campo PrevFogo Ibama, Sidiney de Oliveira.
No sul do Tocantins, o fogo continua. Entre Alvorada e Talismã, a fumaça tirou a visibilidade na BR-153. Em uma das propriedade, um trator foi usado para arrebentar a seca e permitir a fuga do gado.
Várias fazendas foram atingidas pelos incêndios, que tiveram 100 quilômetros de extensão.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.