Escola estadual é fechada após oito servidores serem diagnosticados com Covid-19


Profissionais estavam atuando na entrega e recebimento de material para os alunos no ensino remoto. Caso foi registrado em Palmeiras do Tocantins, no norte do estado. Escola é fechada após vários servidores com Covid-19 atuarem na distribuição de atividades
Oito servidores do Colégio Estadual Raimundo Neiva de Carvalho, em Palmeiras do Tocantins, testaram positivo para coronavírus nas últimas semanas. De acordo com o sindicato da categoria, os profissionais estavam atuando na organização, impressão e entrega de material para os alunos no sistema remoto.
Procurada pela TV Anhanguera, a Secretaria do Estado da Educação afirmou que vai realizar uma sanitização do ambiente nesta sexta-feira (2) e ao tomar conhecimento do caso solicitou o fechamento da referida unidade de ensino.
Entre os servidores infectados estão funcionários administrativos, de serviços gerais, da coordenação pedagógica e professores.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), dos 12 servidores que estão atuando efetivamente na escola escolar, oito foram diagnosticados e os outros quatro foram afastados por terem contato com os infectados.
A direção do Colégio Estadual Raimundo Neiva de Carvalho informou que o colégio está fechado temporariamente e com as atividades suspensas. Um novo cronograma de entrega e recebimento de atividades será elaborado e apresentado para a comunidade escolar.
O que diz o estado
A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) informa que todas as escolas da rede estadual foram sanitizadas utilizando desinfetante à base de quaternário de Amônio 5ª geração e de baixa toxicidade, que age por destruição das proteínas dos micro-organismos. Além disso, uma nova sanitização está prevista para ser realizada na escola nesta sexta-feira (2).
Além disso, ressalta que ao tomar conhecimento do caso, a Seduc solicitou, por meio da Diretoria Regional de Educação de Tocantinópolis, o fechamento da referida unidade de ensino.
Ainda segundo a Seduc, a unidade de ensino conta com álcool 70% para os servidores que têm atendido a todas as determinações de distanciamento social no ambiente de trabalho. Além disso, todos os trabalhadores do grupo de risco estão realizando trabalho remoto, restando presencialmente apenas aqueles que realizam funções fundamentais para o funcionamento da escola.
Cabe ressaltar que, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil chegou a um estágio de contaminação comunitária pela Covid-19, o que impossibilita precisar que as infecções tenham ocorrido no âmbito da escola.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.