Após 2 anos desaparecida, mulher é achada boiando no mar

Uma mulher, de 46 anos, foi achada boiando a cerca de 2,5 quilômetros de uma praia em Puerto Colombia, na Colômbia. Um pescador encontrou Angelica Gaitán no sábado (26), com hipotermia e bastante debilitada

A mulher estava há dois anos sem contato com a família e afirmou que pulou no mar para escapar dos abusos que sofria do ex-marido, com quem ficou por 20 anos. A imprensa local informou que Angelica ficou oito horas no mar, até ser resgatada.

Ela foi encaminhada a um hospital da cidade em estado de choque.

Em entrevista à rádio RCN, Angelica falou sobre o relacionamento abusivo que viveu com o ex-marido.

“Os maus-tratos começaram na minha primeira gravidez. Ele agia violentamente comigo. A violência continuou na segunda gravidez, mas não podia sair de casa porque as meninas eram pequenas. Eu o denunciava, ele era preso, mas voltava para casa 24 horas depois, e se repetiam as agressões”, comentou.

Atualmente, a colombiana vive em um abrigo em Barranquilla e conta com o apoio da família. “Eu renasci”, afirma Angelica.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.