Golpes virtuais envolvendo venda de veículos pela internet fazem vítimas no Tocantins


Os crimes são comuns, mas a investigação é complexa. Veja como fazer para evitar ficar no prejuízo. Veículo bem abaixo do valor de mercado em anúncio na internet pode ser golpe
Entre janeiro e junho deste ano foram registrados 628 ocorrências de crimes virtuais no estado. Um dos golpes que mais comuns envolve a compra e venda de veículo por meio de anúncios eletrônicos. Foi isso que aconteceu com um morador de Palmas, que pediu para não ser identificado. Ele depositou R$ 4,8 mil para um estelionatário e só depois percebeu que tinha sido enganado.
“Ele me convenceu a depositar uma parte para ele. Foi R$ 4,8 mil. Quando foi no outro dia, ele me bloqueou no whatsapp. A minha esposa também tentou falar com ele e aí nesse caso ninguém mais conseguiu falar com ele”, afirmou.
Os golpes mais recentes acontecem da seguinte forma. O estelionatário entra na internet, copia fotos de um anúncio real e faz um novo anúncio com preços bem mais atrativos. Depois disso, com um bom papo ele consegue convencer o comprador a depositar o dinheiro na conta dele.
O golpista pode criar várias histórias, mas geralmente age como se estivesse intermediando uma venda. Diz para o verdadeiro dono do veículo que vai enviar alguém para ver o produto e ao mesmo tempo diz para a vítima que vai enviar uma pessoa para mostrar o item do anúncio. O criminoso ainda pede para os dois não tratarem de valores.
Só depois de depositar o dinheiro na conta do golpista é que a vítima vê que caiu em um golpe. “Na maioria dos casos a gente observa que o comprador e o vendedor não discutem o valor do bem porque ambos foram iludidos e enganados pelo estelionatário”, explicou o delegado Claudemir Luiz Ferreira, da Divisão Especializada em Crimes Cibernéticos.
Delegado alerta população sobre golpes virtuais
Reprodução/TV Anhanguera
A Daiane Barbosa trabalha há 14 anos com revenda de carros e presenciou vários casos de pessoas que caíram em golpes virtuais. Ela dá uma dica para a população.
“Quando tiver uma terceira pessoa, que você perceber que está falando por telefone. Sempre relata para o comprador, para o vendedor do veículo: eu estou olhando, já falei com outra pessoa. Sempre fale, não fique calado porque pode ser um golpe. Ninguém dá nada para ninguém. Ninguém entrega o veículo muito abaixo da tabela. Sempre suspeite nessa questão”, disse.
Os golpes comuns, mas têm investigação complexa. Segundo o delegado, existe uma quadrilha especializada com ramificações em várias partes do Brasil. “A pessoa, caindo no golpe, deve imediatamente procurar a delegacia de polícia mais próxima de sua residência, fazer o boletim de ocorrência, levar o comprovante de depósito e também apresentar os prints das conversas que ele teve com os estelionatários”, disse o delegado.
A plataforma OLX disse que está à disposição das autoridades para colaborar na apuração dos fatos e que derrubou o anúncio praticado pelo golpista mostrado na reportagem e bloqueou os dados da conta. A empresa também disse que disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios para que práticas irregulares ou conteúdos indevidos sejam denunciados.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.