Em oito meses, mais de 1,2 mil motoristas são autuados por usar celular no trânsito


Infração gravíssima tira atenção de motoristas e pode causar acidentes. Multa para os infratores é de R$ 293,47, além de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Motorista flagrado falando no celular enquanto dirige em Araguaína
Reprodução/TV Anhanguera
O Tocantins registrou neste ano 1.245 mil infrações por uso de celular no trânsito. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito do Estado (Detran), o número leva em consideração somente as autuações registradas em oito meses, entre janeiro e agosto de 2020.
Segundo o órgão, houve aumento no número de infrações. No mesmo período do ano passado foram registradas 1.449 autuações e 1.957 ao longo de todo o ano.
A situação deixa o trânsito perigoso, já que, ao olhar o aparelho, os motoristas tiram totalmente a atenção das vias e coloca em risco a própria vida e também a de outros condutores e pedestres.
“Dirigir com segurança exige total atenção do condutor. Ao utilizar o celular no volante, você não só desvia o foco da visão e da audição como diminui a percepção de possíveis riscos do trânsito”, disse o gerente de fiscalização e segurança, Matorama Pereira.
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir um veículo utilizando celular ou fones de ouvidos conectados a algum dispositivo sonoro é infração gravíssima. A multa para os infratores é de R$ 293,47, além de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Para cometer a infração não é preciso estar com o aparelho ao ouvido. Mesmo que não seja necessário manusear o telefone para conversar com alguém, o correto é estacionar o veículo em um local seguro.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.