Agentes, drones e helicóptero iniciam operação de prevenção e combate ao fogo na zona rural de Palmas


Ação tem como objetivo evitar focos de incêndios nas proximidades do distrito de Taquaruçu, Palmas e Lajeado. De janeiro até esta sexta-feira, foram registrados 6.081 focos no estado. Operação reúne órgãos de fiscalização e segurança para o combate às queimadas
Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins
Órgãos ambientais, de segurança, militares do Exército, integrantes do Comitê do Fogo, além de drones e helicóptero começaram, neste sábado (19), mais uma operação de fiscalização, prevenção e combate aos focos de incêndio no distrito de Taquaruçu, Palmas e Lajeado.
As equipes se reuniram na praça Joaquim Maracaípe, em Taquaruçu, se dividiram e saíram para percorrer, por via aérea e terrestre, o percurso entre a Serra de Taquaruçu até o município de Lajeado, na localização da Serra do Lajeado.
As fiscalizações já ocorrem desde o início de agosto. Mas, agora as áreas na zona rural de Palmas estão sendo priorizadas com o uso de avião, drones, viaturas e mais 80 agentes para as ações. Quem for pego em flagrante delito será autuado por crimes ambientais. Uma equipe de peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil também integra os trabalhos.
“As rotas que estamos percorrendo passam por locais que, historicamente, já têm uma quantidade grande de registro de focos de incêndios. São áreas muito extensas, mas se houver a necessidade de as equipes irem para outras extensões, elas serão direcionadas imediatamente”, disse o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual.
Queimadas atingem a serra do Lajeado, no entorno de Palmas
Ciopaer/Divulgação
Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), revelam que, em setembro, 3.408 focos de calor já foram registrados no Tocantins. O órgão ainda aponta o estado na quinta colocação entre os que mais queimam no país, com 8.601 focos ao longo, de janeiro até esta sexta-feira (18).
Um levantamento feito pela Defesa Civil Estadual, destaca que o Corpo de Bombeiros já registrou 1.308 ocorrências de incêndio em todo o estado este ano. O volume chega a 7,39% a mais que no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 1.218.
O monitoramento das propriedades queimadas nos últimos três anos, está ocorrendo por meio de satélites através dos órgãos fiscalizadores juntamente com o Ministério Público Estadual
O Naturatins, inclusive, já iniciou as notificações de quase três mil propriedades que foram queimadas no ano passado. A ação é preventiva e tem o objetivo de evitar que sejam realizadas queimas propositais, prática comum para ‘limpar’ áreas grandes na zona rural.
O Ministério Público do Tocantins disse que os moradores serão informados sobre as consequências nas esferas administrativa, penal e civil às quais estão sujeitos. Lembrou ainda que mesmo as queimas controladas estão suspensas até o dia 13 de novembro.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.