Homem é preso suspeito de atear fogo na companheira e de torturá-la por cerca de um ano

Um homem, de 28 anos, foi preso suspeito de atear fogo na companheira, de 30 anos. O caso foi denunciado pela própria família do acusado. De com a polícia, o homem torturou e agrediu a vítima por cerca de um ano.

O caso foi registrado em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. O agressor foi preso em flagrante após o recolhimento das denúncias. A vítima passou cerca de um ano sendo violentamente agredida e torturada, segundo a polícia. Ela disse, em depoimento, que não denunciava o suspeito porque tinha medo de expor a situação.

Após a família do casal ver as marcas de queimaduras no corpo da vítima, a mulher acabou contando o que havia acontecido. Em seguida, ela se dirigiu à delegacia acompanhada dos familiares e testemunhou contra o acusado.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.