Número de doações cai durante pandemia e afeta associações que ajudam pacientes em tratamento


Associação Cuidadores oferece assistência gratuita a pacientes com câncer. No próximo domingo (13), empresa de delivery vai doar 10% do faturamento para ajudar entidades. Iniciativas do bem: voluntários fazem doações a pacientes em tratamento
Em tratamento na capital, muitos pacientes contam com a ajuda de voluntários para ter acesso a alimentação, higiene, medicamentos e assistência gratuita. Associações espalhadas pela cidade ajudam com doações e oferta de serviços. O problema é que durante a pandemia, o número de doações caiu e pode prejudicar o trabalho das entidades.
É graças a ajuda que o senhor José tem um transporte para ir a clínica de radioterapia. Ele trata um câncer de cabeça e de pescoço na capital e não tem condições de arcar com algumas despesas.
“Mora a 300 quilômetros do município de Palmas. Quando eu descobri o tratamento do meu pai, o chão se abriu, porque eu não tinha ninguém em Palmas e não sabia o que eu ia fazer. A associação me recebeu de braços abertos e resolveu a minha vida”, disse a filha Sebastiana Martins.
Os serviços, sem nenhuma cobrança, são oferecidos pela Associação Cuidadores. Tem ainda assistência social e medicamentos. Outro suporte é para mulheres que fazem tratamento contra o câncer de colo de útero, que é feito neste local. É que o SUS não oferta a anestesia.
Voluntários levam doações ao hospital
Reprodução/TV Anhanguera
Mas, segundo o responsável pela associação, o atendimento poderia ser maior. Cada anestesia, custa R$ 2 mil e as doações feitas à entidade foram reduzidas durante a pandemia.
Algumas mulheres que não têm condições de pagar a anestesia particular, acabam fazendo o procedimento de forma dolorosa.
“Quando a gente faz a anestesia, a gente consegue ter um tratamento muito mais humanizado. Então, de tempos em tempos, quando a gente arrecada o honorário do médico anestesista mais os medicamentos que são utilizados, a gente faz essa braquiterapia também para pacientes da associação”, argumentou o presidente da Associação Cuidadores, Fábio Alves.
A pandemia também afetou o estoque da associação Amigos do HGP. Os produtos de limpeza podem acabar a qualquer hora. É que a demanda tem sido alta. No primeiro semestre deste ano, 5.827 pacientes deram entrada no Hospital Geral de Palmas.
“A procura tem aumentado com relação aos produtos de higiene e também das roupas, especialmente agora na pandemia, em decorrência de muitos pacientes não poderem estar com seus acompanhantes, então nós estamos dando esse apoio também para esses pacientes que estão internados no hospital”, disse a presidente da Associação Amigos do HGP, Goiamara Rodrigues.
As doações podem ser deixadas na recepção da internação do hospital. Quem quiser ajudar a Associação Cuidadores também pode procurar os profissionais no Hospital Oncológico de Palmas.
Para colaborar, uma empresa de delivery da capital decidiu doar 10% do faturamento do próximo domingo (13) para as entidades. “Nada mais justo do que voltar o nosso investimento, as nossas energias, o nosso trabalho para essas pessoas que precisam”, disse a gerente de marketing, Juliana Saraiva.
“Vai ser muito importante esse auxílio que nós estamos tendo agora no domingo para aumentar a arrecadação e que a população volte a ajudar esses pacientes do SUS”, explicou Fábio Alves.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.