O craque da foto

Quando chegou ao Bonsucesso, aos 13 de idade, o garoto Edinho mostrou logo o seu veneno. Passou por todas as categorias de base, profissionalizou-se em 1983 e não ficou rubro-anil para a temporadas seguinte. O Fluminense já estava de olho nele ali na esquina.

Mas, sem a experiência de ter jogado por um grande clube, Edson Souza, aos 19 de idade, primeiramente, esquentou alguns banquinhos e só adentrou aos gramados pelos finais de partidas tricolores.

No entanto, ele viveria uma experiência interessantíssima: sempre que o Flu estava decidindo algum caneco, o titular de sua posição estava contundido, ou suspenso, e a vaga sobrava para ele. Dias depois de ajudar a moçada a carregar um desses troféus, o repórter Deni Menezes, o entrevistou e o chamou por “O Craque da Foto”. Pegou e a torcida do Flu.

Para Edson Souza, uma grande promoção em inícios de carreira. Principalmente porque ele era estampado na disputadíssima revista Placar-Edição dos Campeões, que os colecionadores esgotavam, rápido, nas bancas, E figurava nos álbuns de figurinhas que as crianças adoram colecionar.  

Edson Souza. Foto: Divulgação

Paulista, de Santo André, o atleta, com boa estatura para o jogo de meio-de-campo (1m79cm), ao tornar-se titular tricolor arrumou mais um ofício: o de carregador de taças. E só para as prateleiras das Laranjeiras ajudou a moçada levar as do Brasileirão-1984; Estaduais-RJ-1983/84/85; Guanabara-1985; Torneio de Seul-CorSul-1984; Torneio de Paris-FRA-1987 e Copa Kirin-JAP-1987.

Recado tricolor dado, Edson Souza foi chamado, pelo Cruzeiro, para ajudá-lo a ser mais copeiro. E lá se foi ele para Belô, ser campeão mineiro-1987.  

Tempinho depois, em 1992, já ajudava ao Vasco da Gama a faturar a Copa Rio. Foi a Portugal, voltou, e pendurou as chuteiras, em 2002, defendendo o América-RJ.

Próximo passo, a carreira de treinador, iniciada, em 2006. De lá para cá, Edson Souza já dirigiu oito clubes, mas dobrando ou triplicando passagens por alguns deles, casos de Nova Iguaçu, Portuguesa-RJ e Resende-RJ.

Pra não perder o hábito de carregar canecos, já levou pra sede dos seus clubes os da Copa Rio-2008; Série B-1-RJ (Nova Iguaçu); Taça Santos Dumont-2016; Quadrangular Taça Guanabara-2017 e Taça Domingos Moro-20-17 (Nova Iguau) e Copa Rio-2014 (Resende).

Mais: o Portal Fut Rio o elegeu “Melhor Treinador do Campeonato Estadual-RJ-2017”.

Com este currículo, Edson Souza chega ao Brasiliense, para retomar retomar a liderança do futebol candango, cujo título desta temporada foi perdido para o Gama, há poucos dias – boa sorte!  

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.