ALMT proíbe a criação de animais para extração de pele

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou um projeto de lei que proíbe a criação de animais para a extração de peles no estado. Agora, a proposta segue para a sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

Se sancionada pelo governador, a medida prevê multa para quem descumprir a ordem.

Autor do projeto, o deputado Max Russi (PSB) apresentou como justificativa que a indústria de peles sacrifica milhões de animais. Russi afirma também que a extração de peles de bichos é uma das práticas mais desumanas realizadas atualmente pela indústria têxtil.

“Muitas pessoas não têm conhecimento do processo cruel ao quais os animais passam para se tornarem um casaco ou souvenir de pele, mas não há como negar que a indústria de pele é violenta.”

Conforme o projeto, caso o animal seja doméstico, ele deverá ser resgatado e doado a entidades de defesa e proteção que tenham mais de um ano de constituição e funcionamento ou a particulares, que obedeçam critérios de autoridade pública.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.