Mais de 87 mil pessoas entre 20 e 49 anos se vacinaram contra o sarampo; campanha é prorrogada até outubro


Campanha de vacinação iniciou no dia 23 de março em todo o Tocantins e segue até 31 de outubro. Tocantins recebeu 140 mil doses para continuar imunização. Campanha de vacinação foi prorrogada em todo o estado
Divulgação/Prefeitura de Gurupi
Desde março, 87.376 pessoas, entre 20 e 49 anos, se vacinaram contra o sarampo no Tocantins. O dado é da Secretaria Estadual da Saúde. A campanha de imunização iria terminar nesta segunda-feira (31), mas foi prorrogada para o dia 31 de outubro.
O objetivo é imunizar a maior quantidade de pessoas que fazem parte do público alvo. Para reforçar o estoque, o estado recebeu do Ministério da Saúde 140 mil doses da vacina, que irão abastecer o estoque dos municípios, segundo a gerente de imunização da SES, Diandra Rocha.
Essa não é a primeira vez que a campanha é prorrogada. Na primeira vez, a data limite seria julho, mas foi adiada para agosto.
Campanha de vacinação contra o sarampo é prorrogada até 31 de outubro
“Desde 2018, que foi quando a gente teve a reintrodução do sarampo no nosso país, o Ministério da Saúde vem fazendo estratégias de vacinação contra o sarampo para várias faixas etárias para ver se a gente continua vacinando o maior número de pessoas. Nesse momento, a faixa etária escolhida é a de 20 a 49 anos de idade, que é uma população que o Ministério da Saúde vê como suscetível para a doença”, explicou Diandra.
A campanha de vacinação, tendo como público alvo as crianças com mais de seis meses, foi realizada no início do ano. No entanto, Diandra enfatiza que os menores que ainda não se vacinaram podem procurar uma unidade de saúde para garantir a imunização.
A doença
O sarampo é uma doença grave que pode deixar sequelas por toda a vida ou causar morte. De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por via aérea, ao tossir, espirrar, falar ou respirar. A doença é tão contagiosa que um paciente pode transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes.
A transmissão pode ocorrer entre 4 dias antes e 4 dias após o aparecimento das manchas vermelhas pelo corpo. A vacina é a única maneira de evitar que isso aconteça. A Tríplice Viral além de proteger contra o sarampo, também protege contra a rubéola e caxumba.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.