Mulher é morta a tiros após abrir espetinho; principal suspeito é concorrente

Uma mulher, de 47 anos, foi alvejada com dois tiros na noite desse domingo (30), enquanto estava em seu estabelecimento, onde vendia espetinhos. A Polícia Militar suspeita que a motivação do crime tenha sido a disputa pelo ponto comercial.

Ainda de acordo com a polícia, no último sábado (29), a mulher havia recebido um bilhete com as ameaças, para que ela saísse do local, no Bairro Vila Cemig, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. O autor do recado seria o proprietário de um espetinho concorrente.

Testemunhas disseram à PM que um homem de camisa camuflada e com o rosto coberto se aproximou do estabelecimento e executou a mulher. Após isso, os policiais foram acionado, assim como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima chegou a receber atendimento médico. Ela foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (Upa) Barreiro, onde morreu.

A PM ainda não localizou nenhum envolvido no crime e recolheu o celular da então proprietária do espetinho e o bilhete com as ameaças. A Polícia Civil investigará o caso.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.