Pensamento acelerado: confira seis dicas para acalmar mente agitada e ansiosa

Som ligado nas notícias do dia. Um olho no celular e outro no trânsito. Mil compromissos a cumprir. O trabalho que é encarregado a uma pessoa deveria ser para, pelo menos, três. O excesso de estímulos e informações que estão disponíveis atualmente contribuem para um problema comum a boa parte das pessoas que habitam o globo: a mente agitada.

Apesar de uma clara adaptação do cérebro humano ao ritmo moderno, a especialista em fisiologia Debora Garcia aponta que essa velocidade acelerada de pensamento contribui para o desenvolvimento de inúmeros problemas psicológicos, tais quais insônia, ansiedade, compulsão alimentar e depressão — considerada o mal do século.

Segundo Debora, esse excesso de informação que chega todos os dias causa a sensação de sempre estar atrasado em relação as tarefas e ao mundo. No geral, isso torna a mente um terreno fértil para pensamentos negativos e especulações sobre as inúmeras possibilidades possíveis.

“Com a internet, deixamos de nos informar apenas em horários específicos. Agora, a notícia vem a todo instante e a cobrança por ser cada vez mais produtivo e proficiente, também. São cenários onde a mente cria inúmeras possibilidades mentais e se preocupa com aspectos que nem deveriam ser uma questão, o que gera consequências como dificuldade na capacidade de concentração e produtividade”, elucida especialista.

Mesmo sendo um cenário que é construído a partir de influências externas, a especialista em fisiologia aponta que é possível contornar e prevenir os efeitos colaterais do problema por meio de técnicas de autocontrole emocional e autoconhecimento.

 

Exercício físico

Além de uma atividade importante para a manutenção da saúde do corpo, o exercício físico é uma boa alternativa para higienizar a mente. Ao se movimentar, a pessoa transfere o foco principal das preocupações e tarefas para as sensações físicas, além de estimular a liberação dos hormônios do prazer e bem-estar, garante a fisiologista.

 

Banho relaxante

A água é um elemento que promove relaxamento quando entra em contato com o corpo. “Aproveitar um banho quente para relaxar e se desligar das obrigações diárias é um ótimo exercício de descontração e calma”, recomenda Débora.

Organize a rotina

Delimitar o que, quando, onde e como uma tarefa deve ser realizada evita ansiedade e preocupações desnecessárias. De preferência, organize todos os compromissos do dia na noite anterior, antes de ir dormir. Ao fazer isso, há um controle maior acerca dos pensamentos negativos e a rotina diária flui melhor, garante a especialista.

 

Escute música

Escutar a playlist favorita pode fazer um bem danado ao cérebro. Além de um momento de descontrações, alguns estilos musicais são capazes de mexer com as ondas cerebrais, como é o caso da música clássica. “Experimente ter sempre uma música no local, em volume ambiente, isso cria um cenário menos impositivo e mais confortável”.

 

Meditação

A meditação é um dos exercícios mais eficazes para acalmar a mente e focar no momento presente. Para dias de muito estresse, optar por um exercício de meditação para dormir é uma boa forma de não comprometer a qualidade do sono devido a rotina.

 

Alimento o otimismo

Apesar dos pensamentos ditos negativos serem uma ferramenta que ajuda a sinalizar problemas, pensar com foco nas chances de sucesso e criar possibilidades a partir dessa afirmação ajuda a acalmar a mente, garante Débora.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.