Jovem sofre aborto cinco dias após ser diagnosticada com Covid-19; família alega negligência médica

Rayssa Vilanova, de 19 anos, foi diagnosticada com o novo coronavírus cinco dias antes de sofrer um aborto. Ela procurou por atendimento médico na Maternidade Ester Gomes e no Hospital Manoel Novaes, na manhã de domingo (23). A família da jovem acusa o hospital de negligência. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com os familiares de Rayssa, a jovem começou a apresentar um sangramento, por volta das 8h, de domingo (23), e foi levada pelo marido, Kadu Vilanova, para a Maternidade Ester Gomes. No entanto, os funcionários orientaram o casal a procurar o Hospital Manoel Novaes, porque ela precisava fazer uma ultrassonografia.

Ao chegar no Hospital Manoel Novaes, foi cobrada uma quantia de R$ 650 para que o atendimento fosse realizado, já que a jovem não possuía plano de saúde. Kadu relata que ficou desesperado, porque não tinha o dinheiro. Ele insistiu para que a companheira fosse atendida e mesmo assim teve o pedido negado. Em seguida, Kadu decidiu denunciar o caso na Delegacia de Direitos Humanos.

O delegado defensor dos direitos humanos, Diego Oliveira, foi até o local.

“A recepcionista falou para mim que o valor de R$ 650 foi cobrado porque aqui era um hospital particular e eu falei que existia a cota do SUS. Eles teriam que atender, uma vez que ela estava em sangramento e possivelmente, seria uma tentativa de um suposto aborto.”

“Em instante, eles fizeram o atendimento, levaram ela para dentro, a enfermeira fez o toque, falou que o colo dela estava fechado, mas que iria passar para a médica. A doutora disse que ela não tinha que ficar aqui, ela tinha que se virar para fazer a ultrassom, porque aqui não tinha aparelho de ultrassom”, contou o delegado ao Portal G1.

Após a intervenção do delegado, Rayssa foi atendida na unidade, no entanto, os profissionais de saúde alegaram que não havia problemas com a saúde da jovem, que continuava sangrando, e nem com o bebê.

Após isso, o casal retornou até a Maternidade Ester Gomes, onde a paciente passou por um exame de toque. Ela foi informada que estava tudo bem e foi orientada a voltar para casa e repousar.

Ao retornar para casa, Rayssa sofreu um aborto. A mãe de rayssa, Elenita Andrade, relatou ao Portal G1 o momento em que a filha clamou por ajuda.

“Ela estava com muitas dores, ela foi até o banheiro e quando chegou lá, ela começou a gritar: ‘Mainha, mainha, o neném está nascendo’ e eu dizia que não era para ela não ficar preocupada.”

A mãe tentou acalmar a filha, mas não foi possível impedir o aborto.

Após sofrer o aborto, a jovem se dirigiu até o Hospital Manoel Novaes, onde novamente precisou esperar muito por um atendimento médico, relatou a mãe.

“Ficou lá duas horas deitada e depois, 20h, que ela conseguiu fazer a curetagem”, disse Elenita Andrade.

A jovem teve alta médica na manhã desta segunda-feira (24).

Em nota, a Santa Casa de Itabuna, que administra o Hospital Manoel Novaes, afirma que informou a paciente Rayssa Vilanova do prazo de dois dias para a realização do exame de ultrassonografia obstétrica.

A instituição afirma ainda que a paciente recebeu os cuidados médicos necessários no Hospital Manoel Novaes. De acordo com a nota, Rayssa foi orientada pelos funcionários a repousar e realizar o exame de ultrassonografia. Além disso, foi recomendado que a paciente retornasse para a Maternidade Ester Gomes, caso apresentasse piora no quadro de saúde.

De acordo com a Santa Casa, horas depois de ter recebido as orientações, a jovem retornou ao Hospital Manoel Novaes, com cinco acompanhantes e um feto numa sacola, exigindo internação na unidade médica. A Santa casa alegou ainda que o delegado de Direitos Humanos, e os demais acompanhantes, coagiram a equipe do hospital, que tentou explicar que a paciente não corria risco de vida e que eles estavam buscando o atendimento no local errado.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.