Em áudio, mulher que morreu de Covid-19 implora para ser entubada: ‘Se um médico perguntar se quero entubar, eu quero. Não aguento mais’


Rosimeyre Ferreira morreu aos 37 anos aguardando por um leito de UTI. Em áudio, mulher que morreu de Covid-19 implora para ser entubada: ‘Não aguento mais’
Um áudio enviado por Rosimeyre Ferreira pouco antes de morrer revela o desespero que ela sentiu enquanto estava internada em Porto Nacional, na região central do Tocantins. A mensagem foi enviada pela paciente à irmã. Ela implorava para ser entubada.
“Meyre, por favor, me tira daqui. Não tô aguentando mais, Meyre, por favor, por favor. Tudo que você tá me falando de manter a calma, eu tô no meu limite. Não dou conta mais. Se um médico perguntar pra mim se eu quero entubar, eu quero. Eu não aguento mais, eu não aguento. Por favor”.
Rosimeyre morreu aos 37 anos na última sexta-feira (7) enquanto aguardava por um leito de UTI. Ela era formada em geografia pela UFT.
“Um pedido que eu faço a todos os profissionais de saúde, ao CRM, a todas as autoridades que venham assim, fazer com que a efetivação dos direitos do cidadão principalmente quando se trata na questão de saúde seja garantida de uma forma digna”, diz a irmã, Meyre Ferreira.
A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Tocantins está em 87%. Enquanto paciente morrem a espera de um leito, fotos tiradas na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) mostram pelo menos 48 respiradores novos, ainda dentro das caixas.
“Com esses pacientes que evoluem com a síndrome respiratória aguda, grave, esses pacientes, vão precisar, no tratamento para manterem-se vivos, de um respirador. Caso contrário a mortalidade dele aumenta e a sobrevida diminui”, diz o presidente da Associação dos Anestesistas do Tocantins, Tássio Diogo Pontes.
O Ministério Público do Tocantins entrou com uma ação na Justiça cobrando a utilização de 125 respiradores que o Governo Federal enviou para o estado e que ainda não foram utilizados. A SES diz que o problema ainda é a falta de profissionais de saúde para operar os equipamentos em estoque.
Para o Conselho Regional de Medicina, faltou planejamento. “Não adianta ter respirador e não ter um médico… Para cada dez respiradores, eu preciso ter doze médicos para fazer uma escala razoável e fazer o atendimento”, diz o presidente do CRM, Jorge Guardiola.
Nesta segunda-feira (10) o Tocantins chegou a 461 mortes pelo novo coronavírus. Em todo o estado, já são mais de 32 mil casos positivos. Na contramão desse cenário ainda há gente descumprindo as medidas de distanciamento social. No fim de semana a Polícia Militar encerrou uma festa em Palmas com mais de 140 pessoas. Os organizadores foram presos.
Paciente gravou áudio antes de morrer com a Covid-19
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.