“Sítio Barato”: PCDF prende grupo que vendia terras alheias

A 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) desarticulou um grupo que vendia terras alheias na região Norte do Distrito Federal. Os acusados são do Estado de São Paulo e vinham à capital para cometer os golpes. A operação foi batizada de Sítio Barato.

Segundo as investigações, o grupo usava sites de compra e venda para anunciar terras das quais não eram donos. Para atrair os clientes, eles colocavam preços muito baixos — geralmente vendiam 20 mil metros quadrados por cerca de R$ 20 mil. Quando os interessados entravam em contrato, os acusados apresentavam documentos falsos.

Iludidas com o preço baixo, as vítimas entregavam valores em dinheiro, veículos e até pedras preciosas como forma de pagamento e só depois percebiam o golpe.

Ainda de acordo com a 35ª DP, o grupo estava prestes a consumar mais duas fraudes, onde receberiam dinheiro e várias pedras preciosas, mas os policiais agiram a tempo.

Três homens foram presos em flagrante. Com eles, foram apreendidos quatro celulares, pedras preciosas, R$ 2,2 mil em espécie, um carro e vários documentos falsos.




Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.