PCDF mira dentista acusado de usar pôquer para cometer golpes

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está investigando um dentista de 32 anos acusado de aplicar golpes contra empresários em jogos de pôquer. Pelo menos oito pessoas foram vítimas do esquema, que teria gerado lucro de R$ 5 milhões ao suposto golpista.

Segundo apuração da PCDF, o dentista convencia as pessoas a apostar no talento dele no pôquer. Depois, ele investia o dinheiro, prometendo que devolveria os valores com rentabilidade de 8% a 15% ao mês. 

O esquema teria durado de abril de 2019 até janeiro deste ano. Em seguida, o homem fugiu por não conseguir manter o pagamento das parcelas para investidores antigos.

Suspeita-se que o dentista está vivendo em Orlando, nos Estados Unidos. Enquanto estava em Brasília, o homem andava com uma Ferrari avaliada em quase R$ 1 milhão.

Vítimas

As vítimas se organizaram após perceber a fraude e estão preparando para registrar boletins de ocorrência. Uma delas, um homem de 29 anos, foi convencido a apostar na jogatina do dentista e acabou transferindo, ao todo, R$ 780 mil.

 

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.