Bebê precisa de remédio de R$ 12 milhões para sobreviver

Arthur Ferreira Belo, de 1 ano e 8 meses, foi diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal (AME) do tipo 1, o mais grave. Com isso, a família da criança tenta arrecadar R$ 12 milhões para comprar o medicamento que poderá neutralizar os efeitos da doença. 

Uma ‘vaquinha virtual’ pretende arrecadar a quantia necessária, para importar o medicamento dos Estados Unidos, até o dia 8 de outubro. A AME é uma doença degenerativa rara e o remédio para tratá-la é considerado o mais caro do mundo.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, a enfermidade impede que o paciente produza uma proteína necessária para a manutenção dos neurônios motores. O portador da doença perde a capacidade de executar gestos voluntários vitais simples do corpo, como respirar, engolir e se mover.

Os pais de Arthur esperam que o medicamento Zolgensma, aprovado em maio de 2019 nos Estados Unidos, ajude na recuperação da criança. O Zolgensma custa em torno de 2,125 milhões de dólares (R$ 11.325 milhões). Por isso, a mãe Alessandra Ferreira Santos, de 28 anos, resolveu criar uma ‘vaquinha virtual’ para arrecadar o valor.

Foto: Arquivo pessoal

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.