Vazio sanitário da soja no Tocantins começa no dia 1º de julho


A medida é uma forma de prevenção e controle da ferrugem asiática e segue até o dia 30 de setembro. Neste intervalo, produtores não podem semar ou manter plantas vivas no campo. Vazio sanitário da soja começa no dia 1º de julho
Divulgação/Adapec
O período de vazio sanitário da soja no Tocantins começa no dia 1º de julho e segue até 30 de setembro. Nesse intervalo, que dura no mínimo 60 dias, os produtores não podem semear ou manter plantas vivas de soja no campo. Durante esse período, haverá o monitoramento e fiscalização.
A Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) estabeleceu esta medida como forma de prevenção e controle da ferrugem asiática. “Orientamos ainda os produtores para eliminarem todas as plantas de soja voluntárias ou não, por meio de controle químico ou mecânico, esse processo de eliminação é de responsabilidade do proprietário ou ocupante da área”, disse o gerente de Sanidade vegetal da Adapec, Marley Camilo de Oliveira.
O produtor que for notificado pela Adapec por manter plantação de soja ou por não eliminar as plantas voluntárias estará sujeito a sanções previstas em lei.
Segundo a Adapec, na safra 2019/2020 foram cadastradas mais de 1.600 propriedades. De acordo com dados da Conab, foram cultivadas no Tocantins 1.070.000 hectares de soja, sendo 1.010.000 de soja sequeiro e 60.000 nas várzeas tropicais.
Fica autorizado durante o período do vazio sanitário apenas o cultivo de soja para fins de pesquisa e produção de sementes nas áreas de várzeas tropicais sob sistema de subirrigação. Essas áreas fazem parte de municípios como Lagoa da Confusão, Dueré, Pium, Santa Rita, Formoso do Araguaia e Guaraí.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.