Youtuber que devolveu filho adotivo autista fala sobre o caso e pede desculpas

Um casal de youtubers gerou polêmica nas redes sociais após entregar o filho adotivo para outra família. Diversos internautas especularam que o casal teria utilizado o processo de adoção da criança, registrado na rede social, para conseguir mais inscritos no Youtube. Um mês após revelar que entregou o garoto chinês para outra família, a americana Myka Stauffer resolveu falar sobre o caso. 

A criança que havia sido adotada, Huxley, de quatro anos, tem diagnóstico de autismo. A youtuber Myka emitiu as seguintes declarações sobre o caso:

“Sinto muito pela confusão e pela dor que causei e sinto muito por não poder contar mais da minha história desde o início”, disse ela. “Eu estava tentando o meu melhor para lidar com a coisa mais difícil pela qual já passei”. Myka se desculpou por ter sido “ingênua” quando começou o processo de adoção e disse que não era “seletiva, nem totalmente equipada ou preparada”. “Queria ajudar tanto que estava disposta a levar para casa qualquer criança que precisasse de mim”, disse. “Por isso, fui ingênua, tola e arrogante.”

“Não posso dizer que gostaria que isso nunca tivesse acontecido, porque ainda estou muito feliz que Huxley esteja aqui (nos Estados Unidos) e recebendo toda a ajuda de que precisa”, continuou Myka. “Eu também sei que, embora ele esteja mais feliz em sua nova casa, ele ainda sofreu um trauma, eu sinto muito, nenhum adotado merece mais trauma”. Myka disse que desejava que ela e o marido, James, com quem tem quatro filhos biológicos, nunca tivessem que tomar a decisão de entregar. Ela ainda pediu desculpas “por prejudicar a comunidade de qualquer maneira”.

“Apesar de termos recebido uma pequena quantia de dinheiro de nossos vídeos com o Huxley e sua história, cada centavo e muito mais foi investido em seu cuidado,” disse ela. “Obter o atendimento e os serviços de que ele precisava era muito caro e garantimos que ele recebesse todos os serviços e recursos que pudéssemos encontrar”.

Myka explicou que a família “não está sob nenhum tipo de investigação” pelas autoridades. “Adoramos Huxley e sabemos que essa foi a decisão certa para ele e seu futuro”, concluiu. “Rezando para que Huxley só tenha o melhor futuro no mundo inteiro”, concluiu.

Leia matéria na íntegra no Site Portal de Brasília

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *