Funcionários do Hospital Dona Regina denunciam falta de leitos de UTI para recém-nascidos


Unidade é a maior maternidade pública do estado e recebe pacientes de todo Tocantins. Governo confirmou que recebeu demanda acima do esperado e está em busca de leitos. Funcionários do Hospital Dona Regina denunciam falta de UTIs para bebês
Funcionários do Hospital e Maternidade Dona Regina denunciaram a falta de leitos de terapia intensiva para recém-nascidos nesta quinta-feira (25). O bloco que concentra os leitos UTI e unidades de cuidado intermediário estaria lotado nos últimos dias. Por causa disso há uma fila de bebês que precisam de tratamento intensivo.
O hospital Dona Regina é a maior maternidade pública do estado e recebe pacientes de todo estado. Imagens feitas dentro dos setores de tratamento intensivo mostram vários leitos ocupados.
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que nos últimos dias o hospital recebeu uma demanda de inúmeras pacientes com recém-nascidos em estado grave, prematuros ou com outras patologias que necessitam de UTI neonatal.
“A SES explica ainda que está trabalhando para aquisição de leitos de UTI neonatal em unidade privadas e esclarece que o credenciamento para leitos de UTI neonatal e pediátrico permanece aberto. Entretanto, grande parte da rede privada também está com lotação máxima e devido à pandemia, há uma dificuldade maior para conseguir leitos rede privada e estadual dos estados vizinhos”, afirmou nota do estado.
Entrada do Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Leia matéria na íntegra no Portal G1 Tocantins

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *