Brasileiro inventor de ‘spray do futebol’ busca reconhecimento da Fifa

O Radar mostrou, ontem, os bastidores do divórcio da Globo com a Fifa, mas não são só essas relações com o Brasil que estão azedas

Corre desde 2017 um litígio envolvendo a patente do spray para a demarcação da barreira do futebol. O mineiro Heine Allemagne, dono da empresa que proclama ter inventado o material, alega que a Fifa – após inúmeras reuniões e eventos, como a Copa de 2014 – decidiu ignorar seus direitos autorais.

De acordo com a defesa do brasileiro, a Fifa descumpriu a ordem judicial que a impedia de usar spray que violasse a patente e, no ano passado, conseguiu uma liminar no STJ para usar o equipamento na Copa Sub-17.

Um procedimento investigatório no Comitê de Ética da Fifa foi aberto, a pedido de Allemagne, para que a direção informe qual foi o spray usado na copa sub-17 e como ele foi importado. A reunião com os 37 dos principais dirigentes acontece nesta quinta-feira, na Suíça.

Leia esta e muitas outras notícias na Coluna de Esportes da Revista Veja
Autor: Mariana Muniz

reporter1

Repórter 1 é um agregador de notícias, um robô que captura automaticamente posts em sites, blogs e grandes portais, economizando seu tempo. Aqui você encontra o caminho mais curto para informações e opiniões relevantes que estão na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *